Orçamento Empresarial: conheça os tipos, modelos e como implementá-lo na sua empresa

Tenha controle total sobre os recursos financeiros da sua empresa utilizando um orçamento financeiro capaz de se ajustar às necessidades do seu negócio.

Orçamento empresarial

Somente com um orçamento empresarial é que uma empresa consegue ter controle total das suas finanças e analisar o cenário presente, entendendo que ações precisa tomar para o futuro.

Existem vários tipos. Abaixo, listamos os principais, explicando como eles funcionam para que você possa escolher qual é o mais adequado para o que você precisa.

Orçamento do planejamento estratégico

Com esse orçamento é possível construir uma base para o anual. O mais interessante desse tipo é que, como você se baseia no planejamento estratégico da empresa e define o orçamento para um ano inteiro, observando dados anteriores, consegue reduzir os riscos de tomar decisões erradas.

Vários cenários entram na roda de um orçamento feito a partir do planejamento estratégico, por isso os riscos são diminuídos. Se você costuma realizar um planejamento anual e sente que possui condições de construir um orçamento a longo prazo, para um ano, essa é uma boa escolha.

A vantagem de atuar com esse prazo é que você pode prever ações maiores, como a abertura de novas unidades ou a criação de novos produtos e serviços, com metas claras para cada setor.

Orçamento base zero

O orçamento do planejamento estratégico pode parecer um dos mais demorados para ser realizado, mas acredite: você pode demorar mais tempo em um orçamento base zero. Isso porque você não se baseia em dados dos históricos que tenha para esse tipo de orçamento, começando literalmente do zero, com novos objetivos e metas.

Se a sua empresa for passar por uma grande mudança, com reestruturação de setores, pessoas e processos, esse pode ser o melhor orçamento empresarial.

Nesse caso, tudo é criado com base nas despesas do futuro.

Orçamento incremental

Esse tipo de orçamento empresarial faz o contrário do anterior. É o que usa todos os históricos que você possa ter. Para fazer as projeções do futuro, ele se baseia nos dados que você tem de períodos anteriores.

Ele é criado de forma ordenada com as metas da direção. Por esse motivo, ele leva menos tempo para ser feito. É considerado um dos mais simples de ser colocado em prática.

Orçamento ajustado

Se você precisa de um que possa ser facilmente ajustado a mudanças, esse é o tipo certo.

Com o orçamento ajustado você pode fazer uma análise de forma contínua, entendendo quais decisões geraram lucros ou despesas. Assim, ele pode ser modificado sempre que considerar necessário.

Os ajustes costumam a ser feitos mensalmente.

Orçamento contínuo

Como o nome diz, esse tipo também é observado de perto, de forma contínua. A diferença para o orçamento ajustado é que ele é construído de forma que abranja um ano dentro do planejamento.

Por essa razão, também pode ser alterado ao longo do processo, se for constatado que é necessário realizar mudanças. Esse modelo é ideal para empresas que precisam tomar decisões de forma rápida, reprojetando o orçamento com base nos resultados observados no presente.

Orçamento estático

Se você procura um que não aceite modificações, ou seja, que não possa ser alterado ao longo do tempo previsto, o orçamento estático é a melhor opção.

Aqui, os valores destinados para cada ponto do orçamento no início devem ser mantidos iguais até o final do período calculado.

É o tipo utilizado para pequenas empresas ou quando é realizado apenas um tipo de atividade. Mesmo sendo um orçamento nada flexível, ele ainda é um tipo muito importante e comumente escolhido, pois a empresa evita erros e consegue tomar decisões embasadas, sem se perder nas contas.

Orçamento variável

Diferente do fixo, o variável é indicado para empresas que tenham mais de um tipo de atividade, já que, nesses casos, o orçamento precisa ser mais flexível.

Com um orçamento variável existe a possibilidade de se programar para serem feitos ajustes, pois ele permite calcular a produção do maquinário, por exemplo, que pode sofrer reajuste tanto se for detectado um gasto ou um ganho extra.

Observe o seu planejamento estratégico, suas necessidades e escolha qual o orçamento empresarial mais se adequa ao que você precisa, mas jamais fique sem um se deseja ter controle total das suas finanças!

O que você achou do post?

1 Resposta

Deixe seu comentário