Ordem de pagamento: saiba como funciona e quando usar

Você sabia que a ordem de pagamento ainda é uma ferramenta utilizada em muitas empresas? Descubra como funciona esse recurso e quando aplicá-lo e confira respostas para as principais dúvidas sobre ele!

Ordem de pagamento

Apesar de estar em desuso, a ordem de pagamento continua sendo alternativa para algumas transações financeiras. Ela é um documento que existe há bastante tempo no mercado e atualmente se aplica a empresas que devem verbas rescisórias para ex-colaboradores, por exemplo. 

Além disso, ela também pode ser usada no pagamento de serviços ou em alguns reembolsos e até mesmo para envio de montante ao exterior.

Essas ordens servem para transferências envolvendo tanto pessoas físicas quanto jurídicas e precisam ter seus dados adequadamente preenchidos para funcionar devidamente.

Vale dizer que transações feitas através delas são diferentes de envios e recebimentos via PIX e outros formatos digitais. A seguir, confira as respostas para as principais perguntas sobre o modelo.

O que é ordem de pagamento?

De forma geral, uma ordem de pagamento (ORPAG) é um formulário de autorização preenchido por alguém - pessoa física ou jurídica - para que outra pessoa retire determinada quantia em dinheiro em uma agência de determinada instituição bancária, mesmo se não tiver conta cadastrada nesse banco ou em qualquer outro.

Esse documento também é usado para envio de remessas ao exterior e pode servir ainda para que ex-funcionários recebam verbas rescisórias pagas pela área financeira da empresa onde trabalharam.

Além disso, também serve para reembolsos e para o pagamento de serviços a prestadores que não têm conta bancária.

Ebook conquistando a inadimplência zero

eBook enviado com sucesso!

Acesse seu e-mail para ler o eBook e fazer seus clientes pagarem em dia.

Quais os tipos de ordens de pagamento?

Levando em consideração que a ORPAG pode ser usada para diversas finalidades, é importante ressaltarmos que existem três diferentes tipos de formulários a serem preenchidos para oficializá-la e que elas podem, então, ser comerciais, cruzadas ou em cheque.

Confira quais são os diferentes tipos de ordem de pagamento.

1.  Ordem comercial

Basicamente, trata-se de um cheque para saque do montante, mas emitido exclusivamente por pessoas jurídicas e para envio de dinheiro a contas bancárias no exterior.

2.  Ordem de pagamento cruzada

Este modelo é específico para quem realiza transferências que devem “cair” diretamente em contas bancárias e não podem ser sacadas.

3.  Cheque de ordem de pagamento

Este é o formato mais comum. Ele é emitido pela instituição financeira de quem paga determinado valor devido a outra pessoa e é enviado diretamente a quem retira esse montante.

A moeda usada para o preenchimento de cheques de ordens de pagamentos sacados no Brasil é o real (R$). Saques em outros países precisarão de cheques preenchidos em dólar americano (USD), canadense (CAD) ou australiano (AUD); em euro (EUR) ou em libra esterlina (GBP).

O funcionamento da ordem de pagamento é mais simples do que parece, mas não tão simples quanto o de outros formatos mais conhecidos e utilizados atualmente. Veja como utilizar!

Como funciona a ordem de pagamento?

Quando preenchida adequadamente por quem envia o valor em dinheiro e oficializada pela instituição bancária vinculada à transferência, a ordem de pagamento funciona como um documento oficial, uma autorização de transação.

O beneficiário que receberá o dinheiro através de um documento como esse é informado da disponibilidade de um valor para saque e então deverá se dirigir à instituição bancária correta para conseguir receber o montante em cheque ou remessa de valor.

Valores enviados para o exterior somente podem ser sacados por quem estiver no país de destino.

Como receber por ordem de pagamento?

Basta que o beneficiário verifique no informativo da transferência como e onde retirar seu dinheiro. Uma vez no local físico da retirada, ele poderá sacar a quantia ou recebê-la em cheque, desde que apresente documento oficial de identificação com foto.

O que preciso saber sobre taxas e prazos de uma ordem de pagamento?

Para começar, é fundamental reforçarmos que os prazos são diferentes quando as transações acontecem em território nacional e quando acontecem de um país para o outro. 

E mais: podem variar de banco para banco, de acordo com a quantidade de dinheiro ou até mesmo de acordo com o formato da transferência.

Taxas de emissão para esse tipo de documento costumam girar entre R$ 25 e R$ 30 e são pagas por quem envia o montante a outra pessoa. Assim como os prazos, para conhecê-las com certeza e descobrir como pagá-las, recomendamos a consulta junto à instituição bancária responsável.

Qual o prazo para sacar uma ordem de pagamento?

Saques de ordens de pagamento feitos no Brasil podem acontecer no mesmo dia da transferência ou em até 48 horas após a sua realização. É raro, mas existem transações que demoram até 7 dias úteis para serem disponibilizadas ao beneficiário. Fique de olho!

Saques de ordens de pagamento no exterior costumam ser definidos pela instituição bancária de acordo com a quantidade de dinheiro enviada. Alguns cheques de ORPAGs demoram até 45 dias para serem liberados, o que varia de acordo com o montante assim como outras exigências e obrigatoriedades por parte do banco.

Como saber se caiu uma ordem de pagamento?

Quem transfere o valor para uma outra pessoa consegue saber se o pagamento já caiu realizando uma breve consulta junto ao banco responsável por intermediar a transferência. É possível consultar ordem de pagamento e seus status tanto pela internet quanto através dos canais de atendimento da instituição.

Vai receber o valor e quer saber se já pode sacá-lo? O mais recomendado para quem vai receber é consultar a pessoa responsável por enviá-lo para confirmar se já pode realizar o saque ou quanto tempo ainda deve esperar.

Como preencher uma ordem de pagamento adequadamente?

Quem preenche um formulário padrão precisa ter em mãos dados relacionados ao tipo de operação e também sobre o beneficiário que vai receber o montante. Também serão necessários dados pessoais ou da empresa responsável pela transferência.

Entre as informações utilizadas no preenchimento adequado desse documento estão:

  • Nome completo do remetente e do beneficiário
  • Endereço e telefone do remetente e do beneficiário
  • CPF ou CNPJ de todos os envolvidos na transação
  • Dados bancários de quem recebe, quando houver
  • Agência bancária de destino para o saque
  • Tipo da operação
  • Moeda da operação, valor e data de cotação

Esses mesmos dados serão utilizados por casas de câmbio ou bancos para ORPAGs internacionais, mas outras exigências poderão ser feitas principalmente se o valor da transferência ultrapassar o limite estipulado.

Modelo de ordem de pagamento

Para você dominar de vez o assunto, aqui está um modelo de ordem de pagamento para guiar você na hora de quitar as dívidas.

ORDEM DE PAGAMENTO

Data de emissão:
Data de vencimento:

Nome completo do solicitante ou da empresa:
CPF ou CNPJ:
Endereço com CEP:
Telefone com DDD:

Nome completo do beneficiário:
CPF ou CNPJ:
Endereço com CEP:
Telefone com DDD:
Agência e conta do beneficiário (se houver):

Moeda da transferência:
Valor a ser transferido:
País:

Banco Correspondente + Código (para transferências internacionais):

Finalidade do pagamento:

Assinatura:

Não sinto segurança em realizar transferências via ORPAG. E agora?

A melhor alternativa para quem quer menos burocracia e mais agilidade e segurança está em soluções automatizadas de cobranças e pagamentos.

Você sabia que existem plataformas disponíveis no mercado que permitem a quem as utiliza realizar diversos serviços transacionais e apenas alguns cliques? 

A Cobre Fácil, por exemplo, possibilita emissão de carnês, geração gratuita de boletos bancários e inclusive criação de link de pagamento e cobrança via PIX, entre diversas outras funcionalidades!

Pesquise sobre como usar gateways de pagamento para saber mais sobre esse assunto que certamente pode alavancar as operações financeiras da sua empresa.

O que você achou do post?

1 Resposta

Deixe seu comentário