O que faz a área financeira de uma empresa?

A área financeira é responsável pelos recursos e planejamentos empresariais, mas você sabe como ela deve funcionar?

Area financeira empresa

A área financeira é um setor abrangente e detalhado, que varia de acordo com o tamanho da empresa, do plano de negócio e da quantidade de demanda do produto/serviço. É dele que surgem os planejamentos, a contabilidade e os cuidados em geral com os recursos empresariais.

Organizações maiores tendem a ter um setor inteiro voltado para o segmento financeiro. Entretanto, em pequenas e médias empresas, é comum que este setor seja dirigido pelo próprio dono do negócio — o que não tira a importância das funções desta área.

Um setor financeiro organizado deve ser responsável não somente pelo lucro imediato, mas também pelo faturamento a longo prazo.

Vamos entender melhor?

O que é área financeira?

As atividades da área financeira são todas aquelas que envolvem os recursos da empresa, sejam eles contábeis, de planejamento, tesouraria, de investimentos e da divulgação dos seus resultados.

Os gestores que comandam essa área geralmente estão ligados diretamente aos líderes — e é para eles que os relatórios financeiros devem ser entregues.

Considerando a hipótese de que em pequenas e médias empresas é o proprietário quem cuida de toda esta área, e muitas vezes sozinho, ele deve ter atenção redobrada, afinal, todos os recursos do negócio devem passar por este setor. Por outro lado, a má-administração financeira tende a apresentar baixos resultados da empresa.

Para que isso não ocorra, o gestor que trabalha sozinho no controle financeiro deve ter auxílio de plataformas e sistemas de gestão. Esses sistemas auxiliam o trabalho do PME que precisam de uma "mão" com toda a parte financeira da sua empresa.

Imagine a facilidade de poder contar com relatórios mensais, que informem de maneira atualizada e completa a situação de pagamento de cada cliente. Bom, né?

Esta ajuda é possível com a utilização do sistema de cobrança da Cobre Fácil, com o qual o empresário consegue emitir sempre que quiser relatórios completos referente aos clientes com dívidas em aberto.

Estes relatórios auxiliam o gestor a entender como anda a saúde dos negócios, permitindo planejar uma campanha para reduzir a inadimplência.

É importante ressaltar que a plataforma da Cobre Fácil também atua na emissão de boletos, carnês de pagamento, mensalidades, cartão de crédito e débito e pagamento recorrente, tudo para facilitar o recebimento das dívidas.

Além disso, são enviados de maneira automática avisos de cobrança para cada cliente que possui débito com a empresa, um serviço a menos para o empresário que comanda o suas próprias finanças.

Assim, a área financeira fica mais completa, otimizada e muito mais organizada.

Ebook conquistando a inadimplência zero

eBook enviado com sucesso!

Acesse seu e-mail para ler o eBook e fazer seus clientes pagarem em dia.

O que faz a área financeira de uma empresa?

O objetivo da área financeira não está apenas no controle de recebimento, mas também na administração dos gastos e dos custos operacionais da organização. A ideia é equilibrar todos os recursos, para que seja possível investir no crescimento na hora certa, sem criar dívidas ou comprometer o patrimônio empresarial.

Imaginamos que a empresa seja média e conte com três gestores financeiros, cada um é responsável por um segmento dentro dessa área. Ao mesmo tempo, todos estão interligados de forma direta com todos os setores empresariais, uma vez que os investimentos para cada área devem ser estudados e autorizados por estes gestores.

É o grupo financeiro quem cuida dos salários mensais e, mesmo que o RH seja o responsável pela emissão da folha de pagamento, é este setor quem faz a remuneração salarial.

Para que o trabalho seja organizado, existem fluxogramas específicos para esta área, que determinam as etapas do processo financeiro de acordo com as contas a pagar e a receber.

Os processos de trabalho representados no fluxograma devem ser os mesmos que ocorrem na sua empresa. Desta forma, o fluxograma será totalmente aproveitado e deixará as etapas de pagamento mais claras e objetivas.

Tipos de fluxograma da área financeira

Confira alguns exemplos que podem - e devem - ser adaptados para a sua empresa de acordo com a necessidade do seu negócio.

Fluxograma de contas a receber

Fluxograma de contas a pagar

Cada fluxograma possui um nível de detalhamento, exatamente para comprovar que a ferramenta deve ser alterada para melhor atender as necessidades organizacionais.

Quais os setores da área financeira de uma empresa?

As áreas a seguir representam os departamentos financeiros de uma empresa e cada um destes segmentos deve possuir um gestor especializado, que pode atuar com o auxílio de estagiários, por exemplo, para que nenhuma informação passe despercebida.

Mas lembre-se de que a possibilidade de controlar esta área, sem auxílio, depende do tamanho da empresa e da demanda de serviços e produtos.

Dito isso, confira os setores que compõem a área financeira.

1.  Gestão de contas

Este departamento é responsável pelas contas a pagar e a receber, isto é, o gestor responsável por esta função deve honrar os compromissos da empresa, quitando as dívidas no prazo estipulado com os fornecedores, por exemplo.

Aqui, o gestor também deve ter total conhecimento dos valores de recebimento, ou seja, conferir como anda o pagamento dos boletos emitidos para os clientes.

Em situações de inadimplência por parte dos consumidores, a equipe de gestão de contas deve acionar prontamente os mecanismos de cobrança.

2.  Contabilidade

A área contábil tem como função registrar e administrar todos os bens e direitos da organização, isto é, toda a parte burocrática de bens, como equipamentos, estoque, mercadorias, dinheiro e outros.

E a parte financeira desses direitos engloba todas as dívidas, empréstimos, financiamentos, etc.

Controlando e registrando essas duas funções, a contabilidade consegue fornecer informações precisas para o gestor de planejamento, para que ele saiba onde, quando e como investir.

É através deste balanço que futuras decisões podem ser tomadas, uma vez que se sabe o valor total da dívida empresarial e o montante que corresponde ao patrimônio geral.

3.  Tesouraria

A função da tesouraria é cuidar do aqui e agora. Em outras palavras, é o segmento responsável pelo fluxo de caixa diário, controlando os valores que saem diariamente para quitação de dívidas, custos com produção e gastos em geral.

Além de todos os valores de recebimentos, para que seja possível ao final do dia ter relatórios exatos sobre a quantidade de dinheiro que entrou e saiu do caixa no mesmo dia.

Além disso, o gestor responsável deve ter acesso exclusivo às contas bancárias, para que saques, transferências e depósitos sejam feitos sempre que necessário.

4.  Gestão de tributos

Basicamente, aqui a função é quitar os impostos e tributos gerados pela empresa. Contudo, o trabalho do gestor vai além disso: é fundamental que ele pesquise e identifique qual regime tributário é melhor para a organização, para que a empresa pague somente a quantia que for necessária.

5.  Planejamento

Com uma contabilidade organizada e uma gestão de contas equilibrada, o setor de planejamento consegue identificar o momento certo para novos investimentos ou para redução de gastos.

Porém, o planejamento financeiro só acontece quando os outros segmentos possuem organização e mantêm seus dados atualizados.

Desta forma, torna-se possível traçar o futuro dos negócios e, principalmente, apontar as maneiras ideais para conseguir o recurso necessário para isso.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário