Entenda por que a emissão de boleto é a melhor alternativa de cobrança

Quer entender os motivos de a emissão de boleto ser considerada a melhor alternativa de cobrança para a sua empresa? Leia a seguir!

Emissão boleto

Oferecer opções de pagamento diferenciadas pode ser uma boa maneira de ganhar mais clientes e fidelizá-los. E, para que esta ação possa gerar resultados, você precisa entender quais as preferências do consumidor referente a cobrança.

Numa pesquisa rápida na internet é possível descobrir que a emissão de boleto é, de longe, a mais utilizada e é a mais favoritada como alternativa de pagamento. Além de ser a melhor solução de recebimento para a empresa.

Vamos imaginar que seu cliente utiliza seu serviço e, no momento em que for efetuar o pagamento, ele diz não possuir ou não gostar de usar cartões de crédito, considerando que ele também está sem cartão de débito e totalmente desprovido de dinheiro em espécie.

Neste caso, existem dois caminhos para oferecer: a primeira será vender com boleto e auxiliar o consumidor com sua compra final. A segunda opção, que não é nada promissora, seria perder a venda por não oferecer uma outra forma de pagamento.

Claro que você não quer isso, correto? Por isso, disponibilizar boletos para seus clientes coloca sua empresa em outro patamar.

Veja 3 tipos de emissão de boletos de cobrança

  • 1. Boleto avulso 

    Quando é necessário gerar um documento, com data e valor únicos.

    2. Boleto mensal ou recorrente

    Também chamado de carnê de mensalidade, modalidade em que é possível disponibilizar para o cliente vários boletos, com datas de vencimentos mensais, com valores e datas estipuladas.

    3. Boleto registrado

  • A Febraban vem implementando no País esta forma de emissão, o que significa que quando se opta por gerar um boleto de cobrança registrado, todas as informações do pagador e da fatura contidas nele, devem ser enviadas para a instituição.

Quais as informações necessárias para gesrar um boleto registrado

Para fazer isso, é necessário coletar os seguintes dados para emissão do documento:

  • endereço, CPF ou CNPJ do sacado (responsável por efetuar o pagamento);
  • valor da cobrança;
  • data de vencimento;
  • considerações sobre multas e juros;
  • informações do sacador/avalista (quem deve receber o pagamento).

Vale ressaltar que, com o boleto registrado, o cliente consegue efetuar o pagamento mesmo após o vencimento, sem a necessidade de uma nova emissão em qualquer agência bancária. Além disso, aplicativos e/ou internet banking devem aceitar o recebimento.

Agora que foi possível entender um pouco sobre boletos, é necessário conhecer as vantagens que eles podem trazer para a empresa e para os clientes. Continue a leitura abaixo.

5 vantagens na emissão de boletos de cobrança para as empresas

  1. Controle do que foi recebido e o que tem para receber;
  2. Boletos pagos podem ter o valor disponibilizado em até um dia útil, após a quitação;
  3. Atrai consumidores que não gostam e não utilizam cartões de crédito;
  4. É possível ter um controle maior do fluxo de caixa;
  5. Reduz os custos porque o custo de emissão é muito mais baixo em relação a outras formas de pagamento.

5 vantagens na emissão de boletos de cobrança para o cliente

É difícil separar as vantagens para a sua empresa e para o seu cliente, uma vez que, quando seu cliente percebe as vantagens de pagar com boleto, a sua empresa, por consequência, usufrui das vantagens listadas acima.

  1. Mais prático que outros tipos de pagamentos;
  2. Opção alternativa para quem não utiliza cartão de crédito ou dinheiro em espécie;
  3. Pode-se gerar uma segunda via do boleto bancário para o cliente, caso perca o documento;
  4. Facilidade para pagar em qualquer banco convencional ou internet banking;
  5. Taxas menores que as dos cartões de crédito.

Incrível as opções e as vantagens que esta forma de recebimento pode trazer para a sua empresa e para seus clientes, não é mesmo? Então chegou o momento de saber como emitir o boleto.

Como gerar o boleto bancário

As seguintes modalidades de empresas e pessoas podem emitir boletos:

  • pessoas físicas (PF);
  • pessoas jurídicas (PJ); ou
  • microempreendedores individuais (MEI).

Portanto, não existem desculpas para você não utilizar este meio.

Emitindo com banco convencional

Para emitir o título, é preciso ter uma conta no banco e conversar com o gerente para saber se essa função pode ser disponibilizada junto a sua conta corrente. Algumas agências não aceitam que PF faça a emissão de boletos, por isso uma boa conversa com o banco deve ser seu primeiro passo.

Depois desta função aberta, é possível emitir o boleto e, para isto, será necessário o pagamento de algumas taxas de emissão e, em alguns casos, taxas de manutenção da conta.

Todas as informações precisam ser compartilhadas com o banco para que os mesmos possam ter controle sobre os boletos e os recebimentos.

Emitindo com uma plataforma de emissão

Através de um hub de soluções financeiras, como a Cobre Fácil, por exemplo, é possível gerar boletos de recebimento de uma forma descomplicada. Você faz o login da sua empresa e deve, então, cadastrar os clientes.

Dentro da plataforma de gerenciamento, existe a possibilidade de emitir boletos avulsos, mensalidades ou carnês.

Após cadastrar seu consumidor, o sistema disponibiliza relatórios dos pagamentos efetuados e dos não efetuados, oferecendo a oportunidade de controlar melhor o seu caixa, podendo ter total acesso com fácil manuseio e sem pagar taxas absurdas por este serviço.

Na Cobre Fácil, as taxas são pagas somente após o seu consumidor pagar o boleto e não são cobradas taxas caso precise fazer alguma modificação no documento.

É obrigatórios para registro do boleto os seguintes dados, conforme obrigação legal:

  • valor da cobrança;
  • dados do cedente (quem emite o boleto - no caso a plataforma de gerenciamento);
  • prazo para vencimento;
  • dados do sacador/avalista (quem deve receber o pagamento);
  • linha digitável;
  • código de barras;
  • dados do sacado (o consumidor - quem efetuará o pagamento); e
  • orientações gerais, referente a multas e juros em caso de atraso.

Com todos esses dados e com toda essa segurança, o número de inadimplência diminui, porque a facilidade de pagamento faz com que haja um menor número de desistências.

Por conseguinte, aumentam as vendas, por aumentar as possibilidades para pagamento, abrangendo uma maior quantidade de pessoas.

Trabalhar com plataformas completas e descomplicadas faz com que seu trabalho seja mais leve e de qualidade, deixando seus clientes satisfeitos por poder escolher o melhor meio de cobrança atualmente.

O que você achou do post?

1 Resposta

Deixe seu comentário