Como organizar o financeiro da minha empresa?

Para organizar o controle financeiro da sua empresa, precisaremos mexer na ferida, superar o medo de ser transparente e encarar a realidade. Vamos encarar essa juntos!

Organizar financeiro empresa

O financeiro de uma empresa tem o poder de estruturar o negócio por inteiro. Por isso, saber como organizar o financeiro de uma empresa é uma habilidade crucial para manter o organismo empresarial funcionando e dando frutos.

A organização financeira engloba ações que vão desde o registro da compra de um clipe até a decisão de realizar investimentos para potencializar o crescimento do negócio.

Administrar as finanças da sua empresa pode parecer assustador, principalmente se você não sabe por onde começar, concorda conosco? Mas fique tranquilo: essa sensação de impotência é conhecida por muitos empresários.

Afinal, quando se trata do controle financeiro empresarial, a necessidade de tomar as rédeas do negócio é ainda mais urgente, pois uma empresa desgovernada pode colidir a qualquer momento, certo?

Pensando nisso, preparamos um passo a passo que devolverá a paz financeira para sua empresa, colocando as finanças do seu negócio nos trilhos novamente.

6 dicas de como organizar o financeiro de uma empresa?

Ebook conquistando a inadimplência zero

eBook enviado com sucesso!

Acesse seu e-mail para ler o eBook e fazer seus clientes pagarem em dia.

1.  Faça um diagnóstico financeiro da empresa

Antes de começar a organizar de fato as finanças da empresa, será preciso conhecer a situação financeira atual do seu negócio. Pois, através dessa informação, você terá um norte para começar a colocar a mão na massa e organizar o dinheiro empresarial.

Com o diagnóstico em mãos, será possível, por exemplo, organizar apropriadamente os números do negócio para converter uma situação indesejada, estabelecer um plano de ação para diminuir o índice de endividamento da empresa e aumentar os números positivos da companhia.

2.  Construa um plano de ação para pagar suas dívidas

Se, ao fazer o diagnóstico financeiro da empresa, você percebeu que o negócio possui um índice de endividamento mais alto que o normal, será necessário traçar um plano de ação para tirar a empresa do vermelho.

Isso inclui descobrir e cortar os gargalos financeiros da empresa, reduzir gastos e priorizar o pagamento das dívidas, acima de tudo, viu? Esse é o primeiro passo para a reeducação financeira que a sua empresa precisa.

3.  Registre todas as movimentações financeiras da empresa

Um bom controle é o resultado do registro religioso das movimentações financeiras do negócio. Em outras palavras, ter controle das finanças significa ter todos os dados da empresa na ponta do lápis, senão na ponta da língua.

Seja no papel, no Excel, em aplicativos ou softwares especializados, anotar todas as receitas, todos os custos e despesas é uma máxima para administrar seus números.

O registro mensal fornece demonstrativos importantes para tomada de decisões, como redução de custos e investimentos. Sem ele, sua empresa fica à mercê da sorte, podendo entrar em colapso a qualquer momento.

4.  Mantenha as informações do fluxo de caixa atualizadas

Para manter esse registro em dia será necessário manter as informações do fluxo de caixa atualizadas. Afinal de contas, o fluxo de caixa é exatamente uma ferramenta que possibilita o acompanhamento do financeiro da empresa.

Mas, para que ele funcione da maneira que deve, qualquer receita ou despesa deve ser registrada nele, conservando, deste modo, os números empresariais sempre atualizados.

Em resumo, não adianta fazer o diagnóstico financeiro da empresa e um primeiro levantamento dos números do negócio se eles não forem atualizados sempre que necessário.

Isto é, caso isso não ocorra, os números ficarão desatualizados e os primeiros passos da organização financeira não valerão à pena, pois, sozinhos não conseguem manter a organização financeira da empresa, entende?

5.  Contrate um software de controle financeiro

Um sistema de controle financeiro pode ser decisivo quando o assunto for a preservação da organização financeira da empresa. Isso porque a automatização dos processos financeiros reduz a interferência humana e, consequentemente, os erros provenientes dessa interação.

Sem contar que um software de finanças otimiza o trabalho da gestão financeira de um negócio, tornando-o mais exato, prático e eficiente.

6.  Tenha um plano de emergência para lidar com momentos conturbados

Nenhuma empresa está a salvo de lidar com momentos difíceis. No entanto, poucas delas estão aptas a passar por períodos conturbados preparadas para diminuir seus impactos.

Sabe aquela frase motivacional que diz: você não pode controlar as coisas que acontecem com você, mas pode controlar a forma como reage a elas?

É disso que se trata um plano de emergência empresarial: prever situações complexas e preparar respostas estratégicas para cada tipo de situação. Seja uma crise econômica, mudança nas tendências de consumo, estado de calamidade (como vivenciamos há pouco) e etc.

Por isso, prepare um plano de ação emergencial estratégico para o seu negócio e, mais do que isso, tenha uma reserva de emergência empresarial muito bem construída, ok?

Pronto, você acabou de conferir os seis passos para organizar o financeiro da sua empresa. Aliás, podemos, inclusive, considerá-los como pilares para manter as finanças empresariais em ordem. Mas lembre-se de checá-los periodicamente, viu?

O que você achou do post?

1 Resposta

Deixe seu comentário