Como protestar um boleto?

Realizar o protesto de um cliente inadimplente pode ser a solução para receber os débitos pendentes da sua empresa. Conheça agora como funciona o protesto de boleto bancário.

Como protestar boleto

Realizar cobranças não é muito confortável, principalmente de boletos, quando o cliente conhece seu débito, mas não demonstra intenção de efetuar o pagamento. Para solucionar esse problema, você pode protestar um boleto, uma boa maneira para auxiliar no recebimento de boletos vencidos.

Quem nunca teve um cliente inadimplente, que atire a primeiro pedra, não é mesmo? A maioria das empresas já passaram pela situação de ter consumidores que não pagaram suas dívidas, interferindo diretamente no orçamento da organização.

Vamos conhecer melhor como essa ferramenta funciona?

O que é protesto de título?

O protesto é uma forma de cobrança extrajudicial e é garantido pela Lei Federal 9.492/97, configurando-se como uma maneira eficaz para recuperação das dívidas de clientes inadimplentes.

Em outras palavras, significa que você pode entrar com um processo formal, provando que um indivíduo, seja pessoa física ou jurídica, adquiriu um produto ou serviço e não pagou, sendo que você tem o direito de cobrá-lo e recuperar o seu dinheiro.

Quem pode protestar?

Normalmente são empresas que se utilizam dessa forma de cobrar clientes, mas também as pessoas físicas podem protestar um boleto, bastando provar ser o beneficiário ou responsável por um negócio beneficiado.

O que acontece com o devedor?

A pessoa que sofreu o protesto tem até três dias para quitar sua dívida, caso contrário o seu nome é encaminhado para os órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Serasa.

Além disso, ele ficará impedido de realizar concursos públicos, financiar imóveis ou realizar qualquer procedimento que envolva a emissão de Certidão Negativa de Protesto, até pagar o que lhe é cobrado.

Quando protestar um boleto?

O boleto de cobrança pode ser protestado a partir do primeiro dia de atraso, sendo indicado utilizar dessa prática quando o pagamento não for realizado 30 dias após o seu vencimento.

Ao perceber o débito do cliente, primeiramente você deve cobrá-lo através de ligações, mensagens, e-mails ou carta de cobrança.

Algumas vezes, ele apenas esqueceu de realizar o pagamento ou está passando por alguma dificuldade e, nesse caso, vale a pena negociar a dívida para não perdê-lo.

Quais documentos são necessários para protestar um boleto?

É claro que, para dar início ao protesto, você precisa comprovar que o indivíduo realmente está devendo, através de um documento de dívida.

Para isso, tenha em mãos um contrato, duplicata ou nota fiscal, de preferência contendo o nome do cliente devedor.

Protestar custa quanto?

O valor do protesto vai depender do cartório da sua cidade. Os preços variam para cada caso e, em algumas situações, todos os custos são pagos pelo devedor.

Como protestar um boleto?

Com os documentos requeridos em mãos, deve-se dirigir ao Cartório de Protestos ou Tabelião de Protestos, órgão responsável por registrar e realizar os procedimentos necessários para a cobrança.

Para iniciar, você deverá preencher uma ficha com todos os dados do devedor, tais como nome, número do documento de identificação e endereço completo.

A partir de então, o cartório entra com o processo de cobrança, enviando o nome do cliente inadimplente aos órgãos de proteção ao crédito e comunicando ao devedor sobre a sua dívida. Ele também é responsável por acompanhar todo o andamento do protesto.

A dívida poderá ser quitada com juros e mora inclusos, no cartório ou diretamente com o beneficiário ou empresa beneficiadora, casos em que o empreendedor deve levar o comprovante até o cartório onde iniciou o protesto.

Com o pagamento efetuado, o nome do devedor deve ser imediatamente removido dos cadastros do SPC e Serasa.

É possível protestar boleto online?

Sim, é possível! Para isso, a empresa deve realizar um convênio no site do Instituto do Protesto, IEPTB, quando passa a ter acesso a todo suporte que facilita o envio do protesto de forma online.

Quando conveniada, a empresa terá acesso ao C.R.A., uma ferramenta que pode ser utilizada para emitir duplicatas eletrônicas e controlar os títulos em processos, facilitando ainda mais os trâmites dos protestos.

Para utilizar desses benefícios, basta entrar em contato por e-mail ou telefone, realizar o cadastro, acessar a sua conta com login e senha e iniciar os procedimentos do protesto com o preenchimento dos dados, sem precisar se deslocar até o cartório.

Lembre-se de sempre tentar uma negociação amigável com o cliente e dar início ao protesto apenas quando perceber que não há mesmo chances de a dívida ser quitada.

A partir de então, você já pode começar os protestos de títulos de todos os clientes inadimplentes da sua empresa e receber os boletos que antes você dava como perdidos.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário