Contabilidade societária: o que é e como funciona?

Saiba quais são os objetivos de uma contabilidade societária e por quais razões ela é diferente da fiscal. Veja se a sua empresa precisa contar com os dois formatos!

Contabilidade societária

Qualquer organização gerida por sócios precisa de uma boa contabilidade societária que consista em processos voltados ao melhor controle econômico, fiscal e tributário, mas que também contribuam com a evolução da administração como um todo.

Quando feita adequadamente, esse tipo de contabilidade mantém a empresa em dia com a Receita Federal, ajuda em decisões estratégicas e na melhora da sua saúde financeira, além de eliminar riscos de prejuízos ou falência e ampliar os lucros.

Vamos entender mais sobre esse tema? Continue a leitura!

O que é contabilidade societária?

É um conjunto de processos executados por profissionais especializados em contabilidade para empresas que tenham nascido a partir de sociedades.

Esses processos permitem aos gestores compreender quais são seus direitos e deveres, inclusive no que diz respeito à prestação de contas com o Governo.

Eles envolvem iniciativas que permitam máximo cuidado legal da sociedade e da organização e medidas que tenham efeito em curto, médio e longo prazo para controle:

  • fiscal;
  • financeiro; e
  • tributário.

E-book conquistando a inadimplência zero

E-book enviado com sucesso!

Acesse seu e-mail para ler o e-book e fazer seus clientes pagarem em dia.

Qual o objetivo da contabilidade societária

O principal objetivo é oferecer aos gestores total conhecimento da situação financeira da empresa e ampliar sua visão sobre o que virá adiante. Ela também garante mais segurança aos administradores e até mesmo aos colaboradores.

Outros benefícios:

  1. Ajuda no controle e na análise de todo o patrimônio da sociedade.
  2. Permite tomadas de decisões mais assertivas.
  3. Reduz erros e falhas na contabilidade.
  4. Direciona a atenção aos aspectos econômicos, processos financeiros, jurídicos e patrimoniais da empresa e dos gestores.
  5. Facilita o controle do pagamento de impostos por pessoa jurídica e pelas pessoas físicas envolvidas.
  6. Leva mais coerência aos processos contábeis como um todo.
  7. Protege o patrimônio.

Quais as diferenças entre contabilidade societária e fiscal?

Em resumo, enquanto a contabilidade societária é mais ampla, a contabilidade fiscal se restringe a registros de movimento de caixa, controle de folhas de pagamento e cálculos tributários.

Pela lei, pequenas e médias empresas têm obrigatoriedade de contar com a contabilidade fiscal, mas não a societária. De qualquer forma, ambas têm extrema importância e são recomendadas por especialistas, principalmente em casos nos quais é fundamental assegurar o patrimônio.

No âmbito fiscal da contabilidade, especialistas lidam com todos os pontos envolvendo o regime de tributação, incluindo o pagamento de impostos, acertos de salário e administração de livro-caixa.

No âmbito societário, ficam os controles da contabilidade da empresa como um todo e até mesmo àqueles que vinculam pagamentos e tributos ao setor de Recursos Humanos, por exemplo.

Todos esses processos que partem do primeiro modelo mencionado impactam direta ou indiretamente nas tomadas de decisão dos gestores e contribuem com uma visão holística de cada um no que diz respeito à saúde financeira da organização.

Como funciona a contabilidade societária?

A Lei nº 11.638/2007 oficializa o termo “contabilidade societária”, mas os aspectos analisados por quem lida com ela são baseados no Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC) e em suas normas técnicas.

Quem executa essa função é um contador contratado pelos sócios da empresa, a partir de todas as informações que recebe sobre o negócio, principalmente aquelas sobre aspectos legais e financeiros da empresa e dos gestores.

Destacam-se entre os elementos componentes da contabilidade societária:

  • Controle completo do pagamento de tributos.
  • Relatórios e métricas para acompanhamento do funcionamento da empresa e de sua saúde financeira.
  • Suporte jurídico especializado.

Vale dizer: esse formato de contabilidade vale para sociedades simples, monopólios, aquisições, aquisição ou alienação de controle e até mesmo para a união de empresas.

A implementação desse sistema ocorre também nos casos de incorporações, fusões ou cisões e tem normas determinadas e específicas que precisam ser seguidas.

Por isso é importante conhecer não apenas a importância da contabilidade societária, mas as razões pelas quais gestores de empresas como essas devem contar com especialistas para realizar os processos e definir as medidas.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário