Saiba o que é o Pix e como esse novo sistema de pagamentos funciona

Entenda o que é e como funciona o Pix, novo sistema de pagamentos e transferências instantâneo do Banco Central.

O que e pix

Talvez você já tenha ouvido falar ou até mesmo já tenha recebido uma notificação do seu banco para atualizar o seu aplicativo e começar a cadastrar suas informações para utilizar o Pix, uma forma nova e vantajosa de realizar transferências bancárias.

Entretanto, como qualquer outra novidade que promete transformar nossa maneira de pagar e receber cobranças, precisamos entender e o que é e como funciona essa nova tecnologia. Para te ajudar nessa, preparamos um compilado de tudo que você precisa saber sobre o Pix.

O que é o Pix?

O Pix é um sistema de pagamentos e transferências instantâneo. O Banco Central, responsável pela incorporação do sistema, anunciou que a nova forma de realizar transferências estará disponível a partir do dia 16 de novembro de 2020 e poderá ser utilizado por qualquer pessoa que possua uma conta bancária.

Ao contrário do que muita gente acredita, a palavra Pix não é uma sigla, mas sim um termo escolhido para lembrar conceitos tecnológicos, inovadores e simples. Inclusive, esse é um dos objetivos da implementação do sistema, facilitar transações bancárias e melhorar a inclusão financeira.

Atualmente, é possível fazer e receber transferências bancárias de duas maneiras, via TED e DOC. O principal diferencial do Pix está justamente na agilidade de pagar ou receber pagamentos. Afinal de contas, a transferência é feita em tempo real.

Qual a diferença entre TED, DOC e PIX?

TED

A Transferência Eletrônica Disponível - TED - é creditada na conta destino até as 17h do dia em que ocorreu a transferência, tendo como média um espaço de tempo de 30 minutos para que a operação seja concluída por completo.

Nessa modalidade, não há valor mínimo ou máximo de transferência.

DOC

O Documento de Ordem de Crédito - DOC - é creditado na conta destino no dia seguinte ao da transferência e, quando transferido após as 22h, pode levar mais de um dia útil para finalizar a transação.

Nessa modalidade, o valor máximo de transferência é de R$ 4.999,99.

PIX

O PIX funcionará todos os dias do ano, 24 horas por dia, incluindo finais de semana e feriados, ao contrário das modalidades mencionadas - TED e DOC - que somente funcionam em dias úteis.

Como funciona o sistema de pagamentos e transferências instantâneo?

O Pix funcionará através de chaves de segurança. Essas chaves serão cadastradas conforme as informações escolhidas e fornecidas pelo usuário. Elas poderão ser o número do celular, e-mail, CPF ou CNPJ de cada pessoa ou, ainda, uma chave numérica aleatória.

Assim, para fazer transferências será necessário ter em mãos uma das chaves cadastradas pelo usuário da conta destino, bem como conceder um de seus algoritmos de segurança para receber seus pagamentos.

Em outras palavras, as chaves registradas estarão conectadas às suas informações bancárias, não havendo necessidade de informá-los. A ideia é que o sistema traga mais praticidade e segurança para as transações financeiras.

Aliás, é importante sinalizar que, além das transferências instantâneas mencionadas, será possível realizar transações via QR Code, ou seja, o usuário apresenta um QR Code que poderá ser lido por qualquer dispositivo celular.

Além disso, o PIX poderá ser usado para operações entre pessoas, estabelecimentos comerciais e para entes governamentais (pagamentos de taxas e tributos, por exemplo).

Quais são os benefícios do Pix para você e seus clientes?

Os benefícios do Pix são diversos e prometem transformar nossa forma de pagar e receber pagamentos. Tanto para você quanto para seus clientes, impactando positivamente o seu negócio.

Podemos começar pelos benefícios trazidos para aqueles que contratam o seu serviço ou compram seus produtos. Afinal de contas, através do Pix:

  • os pagamentos serão facilitados, pois o sistema trará praticidade na hora de transferir ou pagar;
  • os pagamentos serão mais rápidos, levando em média 10 segundos por transação;
  • o serviço será financeiramente acessível, quando não gratuito - sem cobrança de taxas absurdas na transferência de um banco para outro, por exemplo;
  • a simplicidade do Pix irá otimizar a rotina de seus usuários e permitirá que tudo seja feito pelo celular do cliente, sem ter que digitar e conferir dados bancários.

Agora, receber as cobranças de seu negócio através do Pix pode trazer benefícios, inclusive para a otimização do trabalho do setor financeiro, pois simplifica a automação de seus pagamentos e fornece rapidez nas operações, facilitando a checagem das cobranças recebidas.

Além disso, o Pix tem um custo de incorporação menor - senão gratuito - em relação a outros serviços do mercado, assim como disponibiliza imediatamente os recursos financeiros recebidos no fluxo de caixa empresarial. Pronto para novas operações.

Então, aproveite que você entendeu o que é o Pix, como ele funciona e quais suas vantagens em relação ao TED e o DOC e atualize seu aplicativo bancário, serviço de cobranças ou entre em contato com seu banco para se cadastrar e aderir ao sistema instantâneo de pagamentos e transferências.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário