Conheça 3 tipos de boletos para cobrar seus clientes

Os boletos são formas práticas e seguras de receber por um produto ou serviço, por isso tê-lo como forma de pagamento traz muitas vantagens para quem compra e para quem vende. Conheça agora três tipos de boletos que podem ser emitidos para seus clientes.

Tipos de boletos

Diversificar as formas de pagamento para os clientes é necessário, mas é importante saber que grande parte dos consumidores ainda preferem o boleto bancário. Mesmo com a praticidade e crescimento do uso dos cartões, o boleto passa mais segurança, ficando como a opção favorita — principalmente nas compras online.

Essa forma de pagamento pode ser avulsa, recorrente ou em forma de carnê e basta contar com uma plataforma de cobranças. Assim, o seu negócio terá a facilidade de emissão e acompanhamento financeiro instantâneos. Além disso, os boletos possuem tarifas mais baixas que as dos cartões.

Vamos entender melhor os tipos de boletos agora mesmo!

Afinal, o que é um boleto bancário?

O boleto bancário é um título de cobrança que pode ser pago em qualquer instituição conveniada, mesmo depois de vencido. É uma forma simples e prática de realizar pagamentos por parte do comprador e recebimentos por parte de quem vende.

Ele possui um custo reduzido quando comparado ao uso dos cartões de crédito, o que auxilia na oferta de incentivos para que os clientes utilizem essa opção, como descontos para consumidores que efetuarem suas compras por boleto bancário. Se você observar os e-commerces, notará que a maioria das lojas faz uso dessa estratégia.

Além disso, a segurança que essa forma de pagamento proporciona é muito maior comparada à insegurança que os consumidores sentem ao comprar com cartões. Sendo assim, o boleto bancário age como uma forma de pagamento com benefícios mútuos.

Quem pode emitir boleto?

O boleto para pessoas físicas já é uma realidade, podendo estar presente em todos negócios, até mesmo aqueles de menor porte — caindo por terra a ideia de que apenas pessoas jurídicas possuem acesso a essa forma de recebimento.

Para começar a utilizar os benefícios da venda através dos boletos, é necessário realizar um cadastro em uma empresa intermediadora que possua um sistema de cobrança ou uma instituição bancária.

Antes de fechar o negócio e assinar contratos, esteja atento às regras da empresa contratada, principalmente quanto às questões que envolvam porcentagem cobrada para emissão do boleto de cobrança, multas e juros referentes aos atrasos.

Tipos de boletos

Se você deseja trabalhar com a emissão de boletos, deve conhecer quais são os seus tipos, podendo encaixar seu produto ou serviço em alguma dessas formas de pagamento. É praticidade para você e seu cliente.

Boleto avulso

O boleto avulso é aquele que emite uma cobrança única. Isso significa que o seu pagamento é à vista e acontece em uma única transação. É ideal para negócios que não necessitam de cobranças periódicas.

Boleto em carnê

Já o carnê é uma série de boletos que cobram uma compra parcelada ou um serviço mensal. É ótimo para pequenas empresas que desejam oferecer o parcelamento de produtos mais caros para clientes desbancarizados (que não possuem conta em banco) ou cobranças mensais como pagamentos de escolas, cursos e academias. Geralmente são emitidos carnês com boletos para até 12 meses.

Boleto recorrente

O boleto recorrente é gerado de forma automática durante um período estipulado entre consumidor e vendedor, podendo ser este bimestral, semestral ou anual.

A cobrança será realizada e enviada conforme os dados programados, ou seja, possuirá o mesmo endereço (físico ou eletrônico) de entrega, valor e dia de vencimento combinados no dia da compra. É o mais indicado para assinaturas.

Antes de escolher um sistema de cobrança, lembre-se de conferir se todos os serviços oferecidos se encaixam no que a sua empresa necessita.

Verifique os valores que serão cobrados e se a plataforma oferecida é intuitiva, pois é através dela que você vai gerar e acompanhar as cobranças. Cuide também de escolher uma que ofereça um bom armazenamento de dados dos clientes.

O que você achou do post?

1 Resposta

Deixe seu comentário