DANFE online: o que é, como gerar e consultar

Ao contrário do que muita gente pensa, o DANFE não funciona como nota fiscal. Saiba tudo sobre esse documento tão importante nas transações financeiras, para que ele serve, como gerar e consultar.

Danfe online

O Documento Auxiliar para Nota Fiscal Eletrônica (DANFE) é utilizado como complemento para as notas fiscais eletrônicas. Ele é gerado junto com a nota através do sistema que a emite e, para consultar o documento, basta acessar o site da Secretaria da Fazenda (SEFAZ), informando o código de 44 dígitos correspondente a ele.

Muita gente, inclusive, confunde esse documento com a própria nota fiscal e esse é um erro muito comum. O DANFE é, na verdade, apenas um auxiliar que ampara a logística de transporte e ajuda o consumidor a emitir uma segunda via da nota fiscal através da consulta de DANFE online.

E, se você é empreendedor, saiba que este é um documento obrigatório a ser emitido, juntamente com a Nota Fiscal Eletrônica (NF-e).

Mas isso não precisa ser motivo para dor de cabeça. Continue lendo o artigo para tirar todas as dúvidas que você possa ter quanto ao assunto.

O que é DANFE online

É um documento auxiliar que traz as principais informações da NF-e e tem a função de acompanhar o trânsito das mercadorias e ajudar na fiscalização da carga, já que o documento informa sobre o emitente, destinatário e valores da transação.

E, por mais que ele informe valores, ele não serve como nota fiscal e não deve ser utilizado para esse fim.

De modo geral, a nota fiscal é enviada ao consumidor por e-mail quando o pagamento é compensado, mas também é possível emitir uma segunda via da nota através do código apresentado no DANFE.

Além disso, ele é muito importante na hora de fazer a escrituração contábil da transação financeira e pode funcionar como comprovante da operação, já que é o documento utilizado para colher a assinatura do destinatário no momento da entrega.

Veja também:
Tipos de notas fiscais: lista completa 2021
Como tirar nota fiscal eletrônica sendo MEI
Como emitir uma nota fiscal avulsa

Como visualizar uma DANFE pela chave de acesso

O documento conta com um código de 44 dígitos logo abaixo do código de barras, na seção indicada como “Chave de acesso”. Essa numeração é o que você precisa para visualizar o documento pelo site da Secretaria da Fazenda.

Danfe chave acesso

Depois de localizar os números, basta copiá-los, acessar o site da Fazenda e, através da aba “Serviços”, selecionar “Consulta NF-e”.

Em seguida, basta informar a chave de acesso, confirmar que não é um robô e continuar.

Pronto!

Depois dessas etapas, você poderá visualizar mais informações da sua nota fiscal eletrônica através da chave de acesso. Você também pode imprimir essa versão da nota, algo bem simples.

Como imprimir 2ª via DANFE

Depois de ter acessado a 2ª via no Portal da Nota Fiscal Eletrônica no site da Fazenda, é só rolar até o fim do documento e clicar em “Preparar documento para Impressão”. Selecione a impressora de destino e imprima.

Você também pode apenas salvar o arquivo em PDF no seu computador, clicando da mesma forma em “Preparar documento para Impressão” e, no item “Destino”, selecione “Salvar como PDF”.

Prontinho!

Como gerar um DANFE

Para emitir um DANFE online, o gestor deve utilizar um sistema de emissão de notas fiscais, já que esses dois documentos são impressos juntos e se complementam.

Portanto, o passo a passo é simples:

  1. Escolha um bom sistema para emissão de notas fiscais.
  2. Preencha todas as informações necessárias sobre a transação nos campos indicados pelo sistema.
  3. Confira antes de imprimir.
  4. Emita a nota fiscal e o DANFE.

É importante lembrar que o documento deve seguir o modelo de layout indicado pelo Manual de Integração do Contribuinte.

Contar com um sistema de gestão financeira e emissão de notas fiscais como a Cobre Fácil é uma maneira de agilizar o processo. Além de poder emitir notas fiscais ilimitadas e gratuitas para mais de 1.600 cidades no Brasil, o próprio sistema já emite as notas automaticamente mediante a compensação do pagamento do cliente.

É uma preocupação a menos para o gestor, que garante mais tempo para administrar outras áreas do negócio.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário