Como fazer transferência pelo PIX sem complicações

Veja o passo a passo para fazer transferência pelo PIX para qualquer banco sem complicações com as dicas super práticas que separamos para você.

Transferência pelo pix

Você pode realizar transferência pelo PIX a qualquer momento. Todos os dias da semana, 24 horas por dia. Ela acontece em segundos através do aplicativo do seu banco ou instituição financeira.

Aqui, você encontra o passo a passo para esse tipo de transferência. Conhecê-lo é importante até mesmo para uma boa gestão financeira. Confira!

Como funciona o PIX?

Cada banco ou instituição financeira possui a opção de transferência via PIX dentro de seu próprio aplicativo. A execução do processo é muito semelhante, senão igual, em todos esses apps, além de muito prática e rápida.

A tecnologia contribui para transferências financeiras entre amigos e familiares, para o pagamento de serviços e até mesmo de compras fora do universo virtual e para pagamentos, é claro, em e-commerces.

Esse é um método de pagamento instantâneo disponível em todo o País. Ele foi disponibilizado pelo Banco Central no fim de 2020 e pode ser usado por pessoas físicas e jurídicas.

Ebook conquistando a inadimplência zero

eBook enviado com sucesso!

Acesse seu e-mail para ler o eBook e fazer seus clientes pagarem em dia.

Como fazer transferência pelo PIX?

Para realizar qualquer transferência financeira através desse método de pagamento, o responsável pela transferência precisará ter em mãos uma das três alternativas de execução do PIX:

  1. QR Code.
  2. Dados da conta.
  3. Chave PIX.

1.  Transferência PIX via QR Code

O QR Code é um código estático ou dinâmico enviado por e-mail ou mensagem de celular a quem precisa transferir um valor. Esse código também pode ser apresentado ao pagador pessoalmente. Ele será escaneado por essa pessoa com a câmera de seu celular, já com o aplicativo do banco aberto.

Com o QR Code em mãos:

  1. Abra o app da instituição financeira.
  2. Acesse a opção “PIX”.
  3. Procure por “Pagar” ou “Transferir”.
  4. Depois, busque por “PIX com QR Code”.
  5. Faça a leitura do código apontando a câmera para ele e aguarde que o aplicativo dará prosseguimento à operação.

Quem recebe o QR Code por e-mail ou mensagem pode abri-lo no celular e registrá-lo através de uma “captura de tela”.

Tendo a captura salva na galeria do aparelho:

  • Abra o app da instituição financeira.
  • Acesse a área PIX.
  • Procure pela opção “Pagar” ou “Transferir”.
  • Busque por “PIX com QR Code”.
  • Clique na "galeria de imagem” e então selecione a imagem com o código.

Aí é só realizar a transferência!

Alguns aplicativos de algumas instituições financeiras disponibilizam a opção de uso da captura de tela dentro de “PIX copia e cola” e não na opção de transferência com QR Code.

Esse recurso também dá ao pagador a opção de receber o código para transferência, que, por sua vez, é composto por 21 números e deve ser enviado ao remetente pelo destinatário.

Esse código precisa ser copiado e colado no espaço em branco. Em seguida, o procedimento é concluído como nos outros casos.

2.  Transferência PIX com dados da conta

Quem for realizar um pagamento pelo PIX e tiver apenas os dados da conta bancária de quem vai recebê-lo também pode concluir a transação sem problema algum.

O passo a passo é muito semelhante aos anteriores:

  1. Abrir o aplicativo da instituição financeira.
  2. Acessar a opção “PIX” e, em seguida, a opção “Pagar” ou “Transferir”.
  3. Buscar por “PIX com dados bancários”.
  4. Preencher os dados e selecionar qual o tipo de conta que receberá a transferência.
  5. Em seguida, prosseguir de acordo com o solicitado pelo app para concluir o pagamento.

Para transferências usando informações da conta bancária são necessários os seguintes dados:

  • nome do banco;
  • número da agência sem dígito;
  • número da conta com dígito;
  • nome completo do titular;
  • CPF ou CNPJ; e
  • tipo de conta (corrente ou poupança).

3.  Transferência PIX com chave

Para transferir nesse formato, o pagador deverá saber, antes de mais nada, qual é a chave escolhida pelo destinatário da transferência. Um PIX pode ser feito a partir do uso de:

  • Número de CPF ou de CNPJ.
  • Telefone celular com DDD.
  • Endereço de e-mail.
  • Chave aleatória.

Tendo conhecimento do único dado necessário para transferência com chave, basta acessar o aplicativo do banco e a opção “PIX” dentro dele. Clique em “pagar” ou “transferir” e em seguida:

  1. Selecione “PIX com chave”.
  2. Escolha qual o tipo de chave.
  3. Preencha o espaço em branco com o dado correspondente.
  4. Prossiga conforme o indicado pelo app para concluir a transação com sucesso.

Quem faz a transferência precisa ter PIX?

Para realizar a transferência, não. Já para receber, é necessário ter algum dos três tipos de alternativas cadastrados no aplicativo do banco ou da instituição financeira em que se tenha titularidade de conta.

Ter uma chave é opcional às pessoas que só pagam através do método, mas não recebem por meio dele.

PIX cobra taxa de transferência para outros bancos?

Nem transferências, nem qualquer outro tipo de transação por meio dessa tecnologia têm cobranças de taxa por conta do banco para o qual você transfere. O método ficou famoso, entre outras razões, justamente por eliminar alguns valores relacionados a taxações e tributos.

No entanto, há algumas situações em que uma transação PIX cobra taxa. Para empresas (pessoas jurídicas), por exemplo, que recebem esse tipo de transferência, existe taxação.

Qual é o limite de transferência PIX?

Em reais, o limite de transferência varia de acordo com o banco ou a instituição financeira de quem faz o pagamento. Ele é definido por essas instituições para que sejam evitadas fraudes e a segurança do usuário seja preservada e garantida. 

Por isso, o melhor a fazer para esclarecer dúvidas nesse aspecto é consultar o seu banco.

Fique sabendo: o limite não pode ser menor do que o instituído para transações com cartões de débito ou para Transferências Eletrônica Disponíveis (TEDs).

Fez ou recebeu um PIX? Guarde com você o comprovante da transferência, principalmente se você for pequeno ou médio empreendedor. Afinal, o comprovante será importante ao organizar o financeiro da sua empresa.

Pagar com PIX é seguro?

Sim, é seguro, tanto no que diz respeito às transferências quanto aos pagamentos de boletos por PIX, por exemplo. E receber através do mecanismo também!

Ele funciona até mesmo em plataformas de pagamento online, conta com criptografia e autenticação que, por sua vez, são medidas seguras que se somam às ferramentas de segurança do próprio aplicativo, como cadastro de senha e biometria.

Vale ressaltar que existem duas legislações relacionadas a essa segurança: a primeira é a Lei Complementar nº 105 do Banco Central e a segunda se trata da Lei Geral de Proteção de Dados. Mantenha-se informado sobre elas e suas atualizações.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário