O que é ética empresarial? Entenda sua importância

Muito tem se falado sobre ética nos últimos tempos - e ainda bem! Mas será que o seu negócio está indo no caminho certo quando o assunto é ética empresarial?

Ética empresarial

Você sabia que a ética é uma função empresarial tão essencial quanto marketing e finanças? Só para se ter ideia, segundo a Harvard Business Review, mais de 500 cursos de ética empresarial são ministrados atualmente nos campi norte-americanos e 90% das escolas de negócios do país oferecem algum tipo de treinamento nessa área.

Além disso, existem mais de 25 livros didáticos e três revistas acadêmicas dedicadas ao tema. E não para por aí: pelo menos 16 centros de pesquisa de ética nos negócios estão em operação por lá atualmente e cadeiras voltadas ao assunto aparecem em várias escolas de negócios bem-conceituadas.

De acordo com Laura Nash, especialista em ética empresarial e autora do livro "Ética nas empresas: guia prático para soluções de problemas éticos nas empresas", no passado, a utilização de condutas morais ficava restrita a algumas poucas empresas, mas, atualmente, o tema invade todos os setores das organizações, inclusive a mídia, no mundo inteiro.

No Brasil, não é diferente. O que administradores não enxergavam é que seguir um código como esse é tão importante e valioso quanto outro bem intocável das empresas: os clientes. Hoje, esse cenário está diferente. Mas será que a sua empresa conhece a importância da ética?

O que é ética empresarial

É o estudo das políticas e práticas comerciais que devem ser executadas em relação a assuntos controversos, incluindo governança corporativa, uso de informações privilegiadas, suborno, discriminação, responsabilidade social corporativa e responsabilidades fiduciárias, ou seja, que dependem totalmente de confiança.

A lei geralmente orienta essa conduta positiva nos negócios, mas, algumas vezes, as empresas podem decidir aparentar essa função apenas para obter a aprovação do público, que é onde mora o perigo.

Apesar de ser um tema de destaque e amplamente estudado, também pode ser totalmente irrelevante a partir do momento em que os gestores não sabem como administrar uma empresa e decidem apenas manter uma boa imagem ao invés de se dedicarem para que seus negócios sejam verdadeiramente éticos.

Ou seja, qualquer ética empresarial digna desse nome deve ser posta em prática. Além disso, quando a ética nas organizações acontece de fato, isso só traz benefícios para o negócio, para o mercado como um todo e até mesmo para a sociedade.

Ebook conquistando a inadimplência zero

eBook enviado com sucesso!

Acesse seu e-mail para ler o eBook e fazer seus clientes pagarem em dia.

Importância das ações éticas nas empresas e na sociedade

No Brasil, sabemos que as pessoas se beneficiam por meio de amigos, sonegam impostos, pagam propinas e subornos. Infelizmente, a “cultura da malandragem" se faz presente.

Em seu livro "Ética empresarial: posturas responsáveis nos negócios, na política e nas relações pessoais", Robert Srour, doutor em Ciências Humanas, afirma que existe uma divisão entre pessoas que pertencem à chamada moral da integridade e à moral do oportunismo, e que a maior parte dos brasileiros, salvo raras exceções, oscila entre essas duas morais.

Enquanto a moral da integridade segue um comportamento considerado decente e virtuoso, a moral do oportunismo, ao contrário, simboliza o “jeitinho brasileiro” para resolver os problemas, acontece na informalidade e está ligada à fuga das obrigações.

Mesmo assim, quando atitudes antiéticas ganham destaque, todos se indignam e sempre correm para apontar culpados, mostrando que não aguentam mais a impunidade, desejando um Brasil mais digno, em que atitudes "espertas" não vençam.

É por isso mesmo que ninguém quer ter a sua marca associada à corrupção. E justamente para fugir de escândalos que possam ferir a reputação, o comportamento ético nas empresas é muito desejado por qualquer organização, mas a sua importância está além disso.

Buscar ações corretas no dia a dia corporativo é uma habilidade essencial que orienta o comportamento dos funcionários e beneficia o resultado final do negócio, que ganha mais potencial para crescer de forma sustentável.

Fundamentos da ética empresarial

Quando falamos da ética como valor empresarial, precisamos entender os fundamentos desse tópico nos negócios, que se baseiam em um tripé composto de:

  • Intenção
  • Ação
  • Circunstâncias

Esses três pontos devem ser eficazes para que a estratégia de negócio ande junto à ética. Quando a intenção dos lucros é distorcida, possivelmente a ação para alcançar esses lucros será antiética. Portanto, as políticas das empresas, que podemos considerar que são suas ações, também precisam ser bem-intencionadas.

Devem ser levadas em consideração também as circunstâncias e as consequências dessas ações. Mesmo que tenha existido uma boa intenção, se as consequências foram ruins, o objetivo não foi cumprido.

É por isso que toda tomada de decisão em um negócio deve ser pensada com base nesses três fundamentos, para evitar distorções que tirem as escolhas feitas do caminho correto.

O mercado já tem exigido mais transparência, disciplina e competência das empresas nos últimos anos, sejam elas públicas ou privadas. Negócios que não conseguem adotar uma postura ética que funcione do topo até a base não sobreviverão por muito tempo.

Empresas que já tomam atitudes corretas em todos os setores estão colhendo bons resultados ao desfazer negócios com fornecedores ou clientes que possuem comportamento antiético, buscando justamente empresas que levem essa questão a sério, isolando as corporações antiéticas no mercado.

Mas afinal, como praticar ética empresarial no meu negócio?

Como estimular a ética empresarial na sua equipe

Comece pelas pessoas. A ética tem relação muito estreita com comportamento humano e mesmo com o caráter de cada um. Portanto, são as pessoas que trabalham na sua empresa que precisam estar dispostas a terem intenções e ações corretas para que as consequências e circunstâncias sejam assim também.

Listamos 6 dicas para ajudar a fortalecer o seu negócio nesse sentido:

1.  Tenha os valores da empresa bem definidos

Os funcionários de uma empresa costumam se basear nas atitudes dos líderes do negócio. Por isso, é fundamental ter os valores da empresa bem definidos e transmiti-los aos líderes para que eles ajam de acordo e disseminem essa cultura baseada nesses valores no ambiente corporativo.

2.  Crie um código de conduta

Não crie milhares de regras, mas foque em princípios. Um código de conduta é uma ótima ideia para transmitir às pessoas da empresa o que se espera do comportamento delas, trazendo conselhos e não sermões ou multas por mau comportamento.

Lembre-se que a ética deve ser praticada porque os envolvidos entenderam a sua importância e não apenas porque é vista como a coisa certa a fazer “para não pegar mal”.

3.  Esclareça o que é ética

Tenha certeza que este tópico é, para todos os envolvidos, visto como a mesma coisa. Conscientize sua equipe sobre o que é ter uma postura correta e como isso é importante para o desenvolvimento profissional de cada um e até mesmo para manter um ambiente de trabalho mais harmonioso.

4.  Ofereça treinamentos sobre ética

Se achar necessário, ensine mais sobre o assunto. Inclusive, essa é uma ótima ideia para aplicar depois que o código de conduta for criado, porque ele precisará ser implementado, então é um bom momento para reunir todos e falar sobre o tópico.

Também peça feedbacks e dê feedbacks. Deixar que os funcionários proponham ideias e transmitir a eles, um a um, o que se espera em relação a esse tema é uma maneira de reforçar a importância dele para o negócio e uma oportunidade para corrigir erros.

5.  Reafirme o posicionamento ético da empresa

É importante reforçar, sempre que possível, o posicionamento ético da empresa, mas sem exageros.

Fale sobre o compromisso de preservar a integridade e a segurança das pessoas em todos os sentidos. Mostre que a organização se importa com as suas pessoas, até chegar ao ponto em que os funcionários propaguem esse cuidado naturalmente, para além da empresa, porque ele realmente acontece no cotidiano.

6.  Ponha sua ética à prova

Por fim, faça avaliações e auditorias para averiguar se a postura correta está mesmo presente em todos os setores da sua empresa. É por meio da transparência, com diagnósticos reais, que você poderá entender o que realmente se passa e tomar as providências necessárias para corrigir pontos que possam estar se aproximando de condutas antiéticas.

Agora que você já conhece algumas ideias para reforçar ainda mais a ética empresarial no seu negócio, comece hoje mesmo a disseminar essa ideia e encontre resultados cada vez melhores, rumo ao sucesso!

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário