Iniciando um negócio: 10 etapas para o sucesso

Tirar a ideia de um negócio do papel pode ser desafiador e até desanimador, depende da sua postura diante dos desafios. Eles existem, mas, com planejamento, é possível iniciar um negócio que dá certo!

Iniciar um negócio

Primeiramente, a grande notícia que temos para você é: todo mundo que tem um negócio de sucesso também teve dúvidas sobre como iniciar um negócio do zero.

Então, se você ainda não vê nada agora, tudo bem. É assim para todo mundo. Além disso, uma característica muito importante que encontramos em empreendedores que deram certo é que eles têm paixão e motivação pelo que fazem. Isso significa que um propósito maior os guiava desde o começo.

Então, antes de começar, tenha certeza que esse projeto motiva você a levantar todas as manhãs, porque a segunda notícia é: você vai precisar trabalhar duro. Porém, se amar o que faz, vai conseguir.

1.  Tenha objetivos e metas

Trace o seu objetivo. O que você quer e como pretende alcançar. Se pergunte quais pessoas podem ajudar, que tipo de ferramentas pode usar e quais são os recursos disponíveis.

Depois que os objetivos estiverem definidos, estabeleça metas. Se organize para buscar cumprir todas elas. Se perceber que não vai conseguir atingir alguma meta, estenda o prazo ou até mesmo mude o objetivo.

Não é frustrante mudá-los ou retardar as metas, mas, sim, insistir em objetivos que não trarão os resultados esperados ou simplesmente desistir das metas. Tenha um objetivo maior, mas não tenha medo de se adaptar conforme for necessário.

2.  Conheça seu mercado de atuação

Não tome nenhuma decisão sem estudar onde você está se metendo e com quem vai competir. Seja especialista no seu mercado.

Identifique quem são seus concorrentes, entenda como funcionam os processos do que você deseja implementar e saiba quais profissionais podem ajudar você nisso.

Não desista se acabar descobrindo que seu mercado é extremamente competitivo. Veja isso como um grande desafio a ser vencido. Afinal, se tanta gente está tendo sucesso nesse mercado, você pode ser mais um deles.

3.  Ofereça um produto que resolve problemas

Muitos negócios morrem porque o produto ou serviço oferecido nunca foi testado. Não passava de uma ideia próspera na cabeça do empreendedor, que na prática não tinha público.

Se você tem um propósito, existem várias formas de alcançá-lo, mas só vai ter um negócio de sucesso se vender algo que realmente tenha valor para as pessoas.

Entenda o que realmente é um problema para as pessoas e entregue a solução. Converse com potenciais clientes e faça testes. Só lance no mercado um produto com real relevância para o seu público-alvo.

4.  Tenha um plano de negócio e calcule os investimentos

Nem só de paixão e trabalho duro se estrutura um negócio de sucesso, é claro. Coloque na ponta do lápis todo o investimento que o seu projeto vai demandar. Perceba que chamamos de investimento.

Isso porque a pior maneira de pensar no dinheiro para abrir o seu negócio é chamando ele de gasto. Saiba exatamente quanto vai custar manter a estrutura física, móveis, tecnologias e pessoas. Você precisa conseguir prever, com o plano de negócio, o fluxo de caixa e em quanto tempo terá retorno do investimento.

Talvez precise buscar um financiamento ou investidor. De toda forma, tenha os riscos plenamente calculados.

5.  Quem não é visto, não é lembrado

Além de planejamento financeiro e operacional, você precisa ter um planejamento de marketing.

Quando estiver pronto, comunique a sua existência ao mercado. Observe como as grandes empresas do seu ramo se comunicam com o público e inspire-se em quantas referências forem necessárias, mas crie algo com a sua cara, que se diferencie no meio da multidão e faça com que as pessoas queiram compartilhar.

Nada mais potente que uma divulgação que anda de boca em boca, ainda mais nas redes sociais. Tenha um site, talvez um blog. Às vezes, a presença em meios como rádio, jornal e TV locais pode trazer bons resultados - apesar de ser mais caro.

O importante é entregar algo interessante para a sua audiência, aproximando-a da sua marca. Quando as pessoas se interessam pelo que você tem a dizer, fica mais fácil que consumam seu produto ou serviço. Portanto, prepare bem esse terreno.

6.  Não faça pouco caso das listas de e-mails

Muita gente acha que e-mail é algo ultrapassado, que ninguém mais usa. Qualquer bom profissional de marketing vai assegurar o contrário para você, porque uma das melhores formas de ser assertivo no ambiente online é por meio de uma lista de e-mails.

É possível captar os e-mails das pessoas que visitam o seu site, por exemplo, convidando-as para assinarem a sua newsletter. Assim, você gera uma lista de gente realmente interessada no que você oferece, um mailing qualificado.

Envie conteúdos interessantes, que os públicos das suas listas gostem, mas também informe novidades, lançamentos e diferenciais da sua marca. Porque todas as pessoas que se cadastram para receber seus e-mails por livre e espontânea vontade são potenciais clientes.

7.  Converse com quem também está empreendendo

Tem mais gente por aí que também quer saber como iniciar um negócio. Busque eventos de empreendedorismo e não tenha medo de conversar com as pessoas.

É legal trocar ideias com quem também está passando por algo parecido, porque existe empatia e, na troca, boas ideias podem surgir.

Você tem suas experiências para oferecer e outros empreendedores também. Existe a concorrência, mas também a parceria. E quem sabe você até não descola um collab que vai ajudar o seu negócio e o de outra pessoa? Colaboração também é importante.

8.  Não esqueça de verificar as leis

Burocracia. A temida palavrinha vai fazer parte da sua vida como empreendedor, não tem jeito. Documentos como alvará de funcionamento, autorizações, impostos e taxas serão parte da sua rotina.

Como já se espera, pode ser demorado estar completamente regularizado e pronto para abrir seu negócio. Então, inclua esse tempo nos seus planos e procure um especialista contábil se for o caso, para se sentir seguro a respeito de tudo que deve providenciar. Faça tudo dentro da lei para dormir tranquilo e evitar problemas com o governo.

9.  Verifique se sua marca pode ser registrada

Você precisará dar um nome para o seu negócio. E nomes de marcas precisam ser registrados, assim como o domínio do site. Se você não registrar sua marca, qualquer outra pessoa que queira usar o nome escolhido poderá fazê-lo e até registrá-lo, impedindo você de usá-lo.

E sabemos o quanto da essência da sua marca se encontra no nome, não é mesmo? Até porque, normalmente, escolher o nome de um negócio é como escolher o nome de um filho.

Então, não perca algo tão precioso por não fazer uma pesquisa prévia no INPI, que é o Instituto Nacional de Propriedade Industrial - afinal, alguém já pode ter registrado seu nome, e aí você precisará de outra opção; ou simplesmente por não registrá-lo no INPI e na plataforma do domínio que você escolher para seu site.

10.  Como iniciar um negócio? Começando!

Como diria algum ditado por aí, "até mesmo uma jornada de longos quilômetros começa com o primeiro passo".

Deixe as desculpas e os medos de lado e acredite em você. Retomando o início deste artigo, nunca esqueça que ter paixão é uma das partes mais importantes para ter um negócio de sucesso.

O resto é muita transpiração e planejamento. E isso você tira de letra quando tem um propósito forte guiando as suas ações. Que comecem os negócios!

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário