5 Benefícios de integrar seu ERP com uma API de pagamento

Conheça quais são as vantagens desta integração, o momento certo e como integrar ERP a API de pagamentos no seu negócio.

Integrar erp api de pagamento

Um ERP, por definição, deveria ter um módulo de pagamentos integrado, afinal, ERP (Enterprise Resource Planning) significa planejamento de recursos empresariais, em tradução livre. E o dinheiro que você recebe dos seus clientes é um dos principais recursos da sua empresa, não é mesmo?

É a partir dos recebidos que você tem a possibilidade de remunerar a si e aos seus funcionários, pagar os custos fixos, variáveis e operacionais da empresa, pagar a compra de insumos de estoque e/ou manutenções de equipamentos, entre outras obrigações, que estão todas cadastradas e organizadas lá no seu ERP. Ponto para sua empresa.

Mas a sua gestão de pagamentos está em outra plataforma e todas as conciliações financeiras estão sendo passadas de um sistema para outro de forma manual ou sendo realizadas em controles paralelos, como planilhas? É hora de você automatizar e unificar essa gestão.

Integrar seu ERP com uma API de pagamentos traz várias vantagens operacionais e gerenciais para seu empreendimento. Neste artigo, listamos cinco benefícios de integrar ERP e API a fim de ajudá-lo a avaliar este próximo passo da sua empresa.

Mas antes: para que serve uma API de pagamentos?

Ela é utilizada para fazer a integração do sistema de pagamentos com quaisquer outros softwares de gestão que a empresa venha a utilizar, como por exemplo, o ERP.

Isso acontece porque uma API de pagamentos funciona como tradução entre o sistema de gestão de pagamentos e o ERP, colocando os dois para trabalharem juntos para você.

Assim, você poderá abandonar as planilhas e controles manuais dos seus recebidos, o que, por si só, já seria razão suficiente de porquê ter uma API integrada com o ERP. Mas a partir daqui que vamos listar as vantagens que decorrem dessa integração.

5 vantagens de integrar seu ERP com uma API

1.  Agilidade de acesso à informação

Com a integração da API de pagamento, é possível manter atualizadas e em tempo real as informações das transações de recebíveis da sua empresa, como o status de boletos emitidos, em aberto, pagos, em atraso, etc., diretamente no ERP.

Imagine que a cada pagamento realizado a favor da sua empresa, você receberá automaticamente essa informação no painel de gestão de fluxo de caixa do seu ERP, sem precisar abrir o internet banking ou aguardar a conciliação bancária do dia.

2.  Segurança e confiabilidade de dados

Grande parte dos problemas de gestão estão relacionados a erros humanos simples, mas que surtem grande impacto na administração do negócio.

Erros de digitação, por exemplo, duplicam cadastros, inviabilizam o contato por e-mail ou telefone com o cliente, ou impossibilitam a conciliação bancária. Aí são horas de revisão até encontrar aquele "0" que sobrou num registro de pagamento.

Depois de configurada e finalizada a integração, a passagem das informações de um sistema para o outro é automatizado pela API e fica transparente para os usuários, minimizando problemas como os números que não batem e os cadastros errados ou duplicados.

Assim, os usuários de ambos os sistemas e todos os demais da empresa que precisam dessas informações para desempenho de suas áreas, não precisarão intermediar esses dados nem ter acesso aos bastidores do sistema, somente usufruir deles.

3.  Gestão facilitada

Quanto mais informações temos, mais entendemos como a empresa pode atender às expectativas dos clientes, gerar uma boa experiência e agregar valor ao negócio.

Quando sua plataforma de ERP recebe todas as informações sensíveis da empresa, possibilita que você tenha acesso a relatórios mais completos para orientá-lo nas tomadas de decisões.

Por exemplo: o controle de investimento de estoque da sua empresa ficará mais completo e determinante quando cruzado ao crescimento do dólar, à projeção de crescimento anual de vendas e, agora também, ao fluxo de caixa e previsibilidade de inadimplência dos clientes, oriundos da integração com a API de pagamentos.

4.  Escalabilidade da empresa

Informações mais precisas e de fácil acesso sobre seu negócio também vão gerar insights para você desenvolver e escalar o seu empreendimento.

E com o crescimento do seu, mais negócios vão sendo gerados e fechados, ou seja, maior volume de dados que sua empresa vai precisar tratar, além de outras variáveis que precisarão ser cada vez mais controladas para gerar as informações necessárias à gestão.

Maior volume de dados significa mais horas de trabalho para conferência de pagamentos e conciliação com o fluxo de caixa no ERP, problema que você evita antecipadamente com a integração da API de pagamento, adaptando a sua estrutura para acompanhar o crescimento.

5.  Equipe especializada no negócio

Se sua empresa já trabalha com ERP, sabe que é uma excelente ferramenta de inteligência de negócios, pois integra dados de várias áreas da sua empresa e facilita as tomadas de decisão diária de sua equipe.

A área dedicada aos recebimentos do seu negócio também deve ser elencada na priorização por uma gestão eficiente dos recursos financeiros e também humanos, liberando as pessoas para fazerem aquilo que lhes é típico: atendimento, negociações e tomadas de decisões estratégicas.

Qual o momento certo e como integrar uma API de pagamento com meu ERP?

A essa altura você já deve estar se perguntando qual estágio de maturidade sua empresa deve estar para considerar mais esse investimento e como integrar ERP e API de pagamento na sua operação.

A verdade é que quando uma empresa adota um ERP é sinal de que ela já possui um volume de negócios e, portanto, de dados considerável para automatização. Esse é o mesmo critério de partida para integrar a sua plataforma de pagamentos ao seu ERP.

Por sorte, todo o planejamento da parte financeira que você realizou para fazer a implantação do ERP servirá para a integração com a API de pagamentos, uma vez que ela apenas entregará os dados prontos da sua plataforma de pagamentos no painel administrativo do seu ERP.

Daí em diante, a integração deve ser realizada a nível de código dos sistemas por um desenvolvedor de sistemas habilitado.

A API de pagamentos da Cobre Fácil, por exemplo, foi desenvolvida com uma biblioteca de integrações e exemplos que dá todo o suporte necessário para que o desenvolvedor realize, de forma muito tranquila, a integração com um ERP ou qualquer outro sistema de gestão unificada.

Além disso, pensando na segurança do seu negócio e do seu cliente, foi desenvolvida com segurança de nível bancário, garantindo ao empresário uma ferramenta simples, mas completa e segura, para ser aliada da sua gestão.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário