Como saber se um boleto é falso

Ninguém quer estar suscetível a golpes, mas as fraudes estão por aí e você pode ser a próxima vítima. Confira neste artigo como identificar um boleto falso e como escapar para nunca cair nesse tipo de golpe.

Boleto falso

Atualmente, com a facilidade da geração de boleto grátis por pessoas físicas e MEIs, muitos golpistas se aproveitam para aplicar as fraudes, porém, existem formas de reconhecer um boleto falso e, para ajudá-lo nisso, preparamos algumas dicas.

Com o passar dos anos, a prática de aplicar golpes financeiros aumentou, pois as formas de realizar as fraudes se tornaram cada vez mais fáceis, seja por correspondência, e-mail, lojas virtuais falsas e muitas outras possibilidades.

Devido à praticidade do seu uso, o boleto é uma das formas de pagamento mais utilizadas e, por isso, um pouco mais suscetível à aplicação dos golpes.

O golpe do boleto consiste basicamente na falsificação de uma cobrança, fazendo com que o dinheiro caia diretamente na conta do golpista e não para a empresa a qual o pagamento é destinado.

Como saber se o boleto é falso?

Existem três pontos principais que você pode conferir em um boleto antes de efetuar o pagamento. Lembre-se desses pontos sempre que não tiver segurança e certeza sobre a fatura.

Os pontos são:

1.  A origem do boleto

Ao receber um boleto online, você deve checar sua origem, ou seja, verifique:

  • se o e-mail é o oficial da empresa;
  • se a fatura veio na data que normalmente vem; e
  • se, ao clicar em algum link, você é direcionado a alguma página que não seja a oficial do boleto.

Esses são detalhes essenciais que você pode perceber de forma imediata ao receber o boleto para pagamento.

2.  Os dados do boleto

Antes de realizar o pagamento, também é importante conferir os dados do beneficiário (empresa ou pessoa que receberá o dinheiro).

Certifique-se de que itens como nome, CNPJ/CPF, contato e endereço estão corretos e, se possível, fique atento aos erros de português: os erros gramaticais podem ser verificados no boleto inteiro, não somente onde se encontra o beneficiário.

A presença de muitos erros pode significar que o boleto de cobrança não é verdadeiro.

3.  O código de barras

Você já deve ter notado que, para realizar o pagamento de um boleto, são necessários vários números junto ao código de barras, os quais possuem alguns significados.

Conferir se esses números correspondem aos dados que aparecem no comprovante na hora de efetuar o pagamento é um dos passos necessários para descobrir se um boleto é falso.

Ebook conquistando a inadimplência zero

eBook enviado com sucesso!

Acesse seu e-mail para ler o eBook e fazer seus clientes pagarem em dia.

Como identificar um boleto falso

Observe este exemplo de boleto autêntico e confira se todos os seis tópicos mencionados na imagem de exemplo abaixo estão discriminados corretamente. Compare todas essas informações com o documento que você precisa pagar e evite cair em golpes.

Significado números código de barras

Informações boleto

Confira se o código do banco emissor, representado nos três primeiros números do código de barras está correto.

O quarto dígito representa a moeda utilizada para pagamento, e o dígito 9 representa o Real.

Já o vencimento está explícito a partir do quarto número após o dígito verificador - que serve para certificar que todas as informações anteriores estão corretas (o vencimento do boleto em questão, por se tratar de um exemplo, é indefinido).

O valor do pagamento pode ser encontrado nos dígitos finais do boleto, e, quando confere com o valor descrito no documento, indica que a informação também é verdadeira.

Para ter ainda mais garantia de que você está pagando um boleto à pessoa certa, confira o campo de "Beneficiário" e do "Sacador/Avalista".

Caso qualquer um desses campos esteja em desacordo, desconfie e entre em contato com a instituição bancária emissora.

O que fazer ao receber um boleto falso

Ao receber um boleto e se ainda assim restar alguma dúvida quanto à sua falsidade ou autenticidade, entre em contato com a empresa que enviou a fatura, aquela para qual você realmente deve, certo?

Certifique-se de que ela realmente o enviou e peça uma segunda via para, de fato, realizar o pagamento.

Paguei um boleto falso, como recuperar o dinheiro?

Se você só descobriu a falsificação após pagar o boleto, notifique o seu banco imediatamente, pois o pagamento pode ainda estar pendente e ser cancelado a tempo. A compensação do pagamento leva de um a três dias úteis, por isso é possível conseguir recuperar o dinheiro antes desse prazo.

Mas quem deve assumir a responsabilidade pelo boleto falso? Geralmente, a responsabilidade cabe a duas instituições: o banco emissor do boleto ou a loja que emitiu a cobrança.

Caso o boleto tenha sido emitido através do sistema do banco, a instituição bancária deve ser responsabilizada pelo boleto falso, e também fica encarregada do ressarcimento integral do valor.

Se o boleto foi emitido por um CNPJ, como uma loja ou um profissional autônomo, a responsabilidade pelo boleto falso é totalmente do vendedor, que deve também ressarcir o valor.

No entanto, há ainda uma terceira possibilidade, em que a culpa pelo boleto adulterado se deve por conta de um erro do próprio consumidor ou por envolvimento de terceiros. Nesse caso, você deve seguir os passos que explicaremos agora:

  1. Caso tenha identificado um boleto falso, o banco destinatário também precisa ser notificado para poder realizar um bloqueio preventivo e evitar que o golpista acesse o valor pago.
  2. Em seguida, realize um boletim de ocorrência, o qual você consegue fazer pela própria internet e servirá como uma prova documental, principalmente para quem pagou o boleto falso e precisa recuperar o dinheiro.
  3. Ao contatar o banco destinatário que consta no boleto, não deixe de tirar suas dúvidas e questionar quais outras atitudes pode tomar para ajudar a solucionar o problema.
  4. Se o banco ou o lojista se recuse a fazer o ressarcimento dos valores, é possível acionar o Procon ou o site Consumidor.gov.br e fazer uma reclamação exigindo o valor em questão.
  5. Em último caso, o consumidor enganado pode entrar com uma ação judicial para requerer o valor, além de ser possível pedir indenização por danos morais e materiais por conta da situação de fraude.

No último caso, a jurisprudência por pagamento de boleto falso tem apontado que, geralmente, os resultados das apelações cíveis têm sido favoráveis às instituições, já que, em grande parte dos casos relatados, a fraude teria sido cometida por terceiros que não a loja e nem a instituição bancária.

Nesse caso, o ideal é registrar o boletim de ocorrência para encontrar o verdadeiro responsável pela fraude.

Como evitar cair em fraudes

  • leia e analise o boleto antes de pagá-lo;
  • mantenha o seu computador e celular protegidos com antivírus;
  • não se conecte a redes de Wi-Fi desconhecidas;
  • desconfie de boletos entregues por correspondência, em datas e formatações fora do comum;
  • confira os dados do beneficiário;
  • no momento do pagamento, atente-se para o nome que aparecerá como beneficiário na tela do caixa eletrônico ou celular e certifique-se de que confere com o nome do boleto. Em caso de nomes desconhecidos, não efetue o pagamento; e
  • na dúvida, observe os campos do número do boleto.

Assim, sempre que não tiver certeza da origem do boleto ou desconfiar de algum site de compra, busque o nome da empresa na internet e confira o que as demais pessoas falam a respeito dela.

Sites de reputação, como o Reclame Aqui, são uma boa fonte de informação.

O que você achou do post?

3 Respostas

Deixe seu comentário