O que é um Boleto sem registro e quando ele é usado?

O boleto bancário é uma forma de pagamento bastante conhecida, mas você sabe o que significa o boleto sem registro? Venha conferir.

Boleto sem registro

O boleto de cobrança é um dos métodos de pagamento mais usados no Brasil. A alta demanda se dá pela praticidade e pela segurança que o documento proporciona ao usuário.

Além disso, esse é um documento de fácil acesso. Praticamente, qualquer pessoa pode gerar um boleto, seja jurídica ou física, como também qualquer cliente pode pagá-lo, sem burocracia, cartão de crédito ou conta em banco.

Por essa razão, com certeza, você já ouviu falar desse título de cobrança ou até mesmo o utiliza. Mas, e quanto ao boleto bancário sem registro, você sabe como funciona? Será que ele também é seguro? Vamos entender melhor.

O que significa boleto sem registro

O boleto bancário, de modo geral, é um instrumento de pagamento, emitido junto ao banco. Como já citamos acima, tanto pessoas jurídicas quanto físicas podem emiti-lo.

Para isso, é necessário ter uma conta no banco e uma carteira de cobrança junto à instituição ou, para uma emissão menos burocrática, basta utilizar um sistema de pagamentos com emissão de boletos.

Quando se trata de um boleto sem registro, na hora da emissão, seja diretamente junto ao banco ou por meio de um sistema, o documento não é preenchido com os documentos do cliente (nome completo ou razão social e CPF ou CNPJ).

Dessa forma, o boleto fica sem registro junto ao banco e não pode ser rastreado, tornando o documento pouco seguro e confiável, já que não são acompanhados pela instituição financeira.

Por falta de segurança, a Febraban anunciou o fim dos boletos de cobrança sem registro e, agora, todos devem ser preenchidos corretamente e registrados junto ao banco.

Qual a diferença entre boleto com registro e sem registro

Diferentemente do sem registro, o boleto registrado é a opção que firma as informações junto à instituição financeira, gerando maior segurança aos usuários, já que, assim, o banco consegue acompanhá-lo.

No entanto, mesmo com menos segurança, o boleto sem registro era a opção mais utilizada pelos usuários, antes da proibição da Febraban. Isso porque a emissão do documento era mais simples e as taxas mais baratas.

Nos casos registrados, os bancos cobram diversas taxas ao longo da utilização do documento, como em caso de alteração de dados (data de vencimento, por exemplo) ou quando é necessário manter ativo um título vencido.

Contudo, na maioria das vezes, a conta só sai mais cara ao utilizar boletos com registros quando a emissão do documento é feita diretamente pelo sistema do banco.

Quando gerado por um sistema de pagamentos online, o boleto registrado pode sair até mais barato do que o antigo boleto sem registro. Hoje em dia, é possível emitir boleto registrado com taxa zero.

Por que utilizar apenas boletos registrados?

Atualmente, a lei não permite a utilização do boleto sem registro, mas, de qualquer forma, essa era uma opção propícia a fraudes. Desse modo, gerar apenas boletos com registro é um benefício para você.

Além de toda segurança e credibilidade que você passará ao seu cliente, com o boleto registrado, também há a opção da sua clientela manter os títulos em débito automático, o que ajuda a evitar inadimplências.

Mas lembre-se: você não precisa pagar mais por isso. Utilize um sistema de pagamentos econômico e seguro.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário