Meios de pagamento: quais são os tipos existentes?

Conheça quais são os tipos de pagamento existentes e por que oferecer mais de um meio para receber de seus clientes pode ser útil para você.

Meios de pagamento

Os meios de pagamento são formas de pagar e receber por produtos ou serviços comercializados. Basicamente, o que antes era feito apenas em moedas e cédulas físicas, hoje é feito através das mais diversas formas, como é o caso dos recursos online para pagar e receber.

Inclusive, a digitalização das cobranças é uma tendência cada vez mais presente no dia a dia da população brasileira. Afinal, os métodos de pagamento online trazem mais comodidade e segurança às operações financeiras.

As formas de pagar e receber foram evoluindo com o tempo, sendo constantemente avaliadas e aprimoradas. Algumas delas ganham mais espaço a cada dia que passa, como é o caso dos meios digitais, enquanto outras ficam pelo caminho, como o que vem acontecendo com os talões de cheque.

Mas, se você ainda se pergunta o que tudo isso tem a ver com a sua empresa, a nossa equipe responde nos parágrafos seguintes, além de mostrar quais são os principais meios de pagamento existentes, quais são os mais utilizados e como oferecer os melhores em seu empreendimento.

Qual a importância de diversificar os meios de pagamento?

Contar com ao menos dois ou três meios de pagamento é fundamental para manter uma dinâmica de vendas fluida e, sobretudo, fidelizar seus clientes. Afinal, se um cliente em potencial não possui dinheiro em espécie e não utiliza o meio fornecido pela empresa, a venda não será concluída.

Diariamente, diversos empreendedores deixam de vender por não oferecer mais de um tipo de meio de pagamento aos seus clientes. O cenário é bastante conhecido, principalmente pelos pequenos empresários que, por vezes, não conseguem investir na diversificação de ferramentas financeiras.

No entanto, o lado positivo é que atualmente alguns dos tipos de cobrança existentes são basicamente gratuitos, democratizando o acesso à soluções financeiras mais ágeis que otimizam o dia a dia da empresa e do cliente.

Ebook conquistando a inadimplência zero

eBook enviado com sucesso!

Acesse seu e-mail para ler o eBook e fazer seus clientes pagarem em dia.

7 tipos de pagamento existentes

1.  Dinheiro em espécie

Sem sombra de dúvidas, esse é o meio mais tradicional do mercado. Por esse motivo, ele é aceito em praticamente qualquer operação financeira, seja ela de pequeno, médio ou grande porte.

O dinheiro em espécie é uma das formas mais democráticas de receber, pois engloba aquela parcela da população que não utiliza um serviço bancário. O método também é bastante utilizado por comércios menores que não possuem um giro de capital expressivo e que não desejam pagar taxas.

Embora receber em dinheiro traga liquidez para a empresa e economia para os cofres empresariais, esse método está já em desuso e não apresenta a mesma segurança que os recebimentos digitais.

2.  Boleto bancário

Assim como o dinheiro em espécie, o boleto bancário é uma maneira democrática de cobrar seus clientes, já que não é preciso ter conta no banco para pagar as contas através do documento. Para a empresa, o lado bom da ferramenta é ter a possibilidade de inserir juros, multas e descontos à cobrança.

O título de cobrança é identificado por um código de barras e, por isso, não há necessidade de recolher informações bancárias do cliente, apenas os dados pessoais e o endereço completo do pagante.

No entanto, para que você utilize esse recurso para cobranças, será preciso ter uma conta em alguma instituição bancária ou plataforma de emissão de boletos.

3.  Máquina de cartão

Se você possui uma maquininha, você pode receber através do cartão de débito e do cartão de crédito quando quiser. Atualmente, essa é uma das modalidades mais utilizadas no Brasil, embora esteja limitada às compras físicas e pela internet, já que nem todo prestador de serviço conta com o dispositivo para aceitar cartão.

Além disso, se você tiver uma maquininha que suporte o pagamento por aproximação, você também pode oferecer essa modalidade aos seus clientes, uma vez que a tendência, que chegou durante a pandemia para reforçar o distanciamento, veio para ficar.

Por isso, em lojas físicas é indispensável oferecer a possibilidade do pagamento no cartão, isso porque muita gente não anda com dinheiro físico, apenas com seus cartões. Afinal, caso seja roubado ou o cartão seja perdido, basta bloquear as funções da ferramenta e pronto, sem maiores problemas!

Aliás, com o aumento das contas digitais, o uso do dinheiro em papel e a necessidade de fazer saques em banco todos os dias acabou por se tornar uma prática desnecessária, já que as compras no cartão são uma alternativa mais fácil na hora de fazer compras.

Por outro lado, o vendedor precisa considerar as taxas cobradas para utilizar esse método de cobrança, bem como o prazo de recebimento das compras feitas no crédito, principalmente.

As taxas variam de 1% a 5% sobre cada transação e as compras feitas na modalidade crédito à vista levam pelo menos um mês para cair na conta da empresa, enquanto as compras parceladas em mais vezes levam a quantidade de meses correspondentes para entrar no caixa do negócio.

E se as contas apertarem e você precisar do valor antes do prazo para recebê-lo, você ainda pode contar com a antecipação das vendas no cartão de crédito.

4.  Transferência bancária

Embora não seja um meio muito utilizado no dia a dia empresarial, a transferência bancária é uma forma bastante simples de receber de seus clientes. A operação consiste na transferência ou depósito do valor da compra na conta da empresa por parte do cliente. O pagamento, nesses casos, é confirmado através do comprovante da transação.

A transferência é livre de taxas para quem recebe, porém não apresenta uma solução automatizada e segura para todas as vendas. Assim, uma opção plausível seria oferecer essa modalidade apenas em casos especiais, como na venda de produtos sob encomenda ou exclusivos.

5.  Sistema de Pagamentos Instantâneos - Pix

Mesmo com pouco tempo de existência, o Sistema de Pagamentos Instantâneos caiu no gosto popular, sendo uma forma democrática de receber de seus clientes. Afinal, costuma ficar bom para todo mundo!

Para receber pelo Pix, você tem algumas opções:

  1. Disponibilizar a chave Pix do seu comércio no seu estabelecimento.
  2. Gerar um QR Code estático para cobrar seus clientes na hora.
  3. Encaminhar um Pix Cobrança para seus clientes, ou seja, uma espécie de documento que conserva as principais características de um boleto bancário, mas, em vez de um código de barras, apresenta um QR Code dinâmico único para cada transação.

Os benefícios desse método são muitos, entre eles, destacamos o recebimento instantâneo de suas cobranças, ou seja, assim que o cliente efetuar o pagamento, você recebe o seu dinheiro, sem ter que esperar o próximo dia útil para contabilizar a quantia recebida.

6.  Cobrança recorrente

Trata-se de um modelo de cobrança em que um produto ou serviço é comprado novamente dentro de um prazo estipulado entre as partes, geralmente dentro de uma frequência mensal acordada no momento da contratação.

Assim, enquanto o consumidor estiver contratando o produto ou serviço, ele não precisará se preocupar em renovar o contrato todos os meses, pois a compra é programada e efetuada automaticamente durante o período de tempo permitido por ele.

Em resumo, a cobrança recorrente é mais eficiente para receber mensalidades e assinaturas. Ela ocorre a partir da contratação de uma solução financeira, podendo receber os valores por boleto, cartão de crédito ou débito automático.

7.  Link de pagamento

Mais uma forma de cobrar seus clientes de qualquer lugar do mundo, sem que seja preciso um site hospedeiro para vendas online ou levar sua maquininha de cartão até o cliente, o link de pagamento é uma novidade que facilita a cobrança pela internet, sendo especialmente utilizado por comércios que atendem por delivery, por exemplo.

Para utilizar essa modalidade, você vai precisar de uma solução financeira que ofereça esse serviço. De modo geral, tanto instituições bancárias quanto sistemas financeiros oferecem a funcionalidade.

O link de cobrança oferece autonomia e segurança para o cliente, já que é dele a responsabilidade de escolher como e em quantas vezes deseja realizar o pagamento, tudo isso sem que seja necessário fornecer dados do cartão de crédito a terceiros.

Qual é o meio de pagamento mais utilizado no Brasil?

Atualmente, de acordo com uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) através do Serviço de Proteção de Crédito (SPC) e pelo Sebrae, os meios de pagamento mais utilizados no Brasil são, respectivamente: dinheiro, Pix, cartão de débito e cartão de crédito.

A pesquisa, realizada em 2021, apresentou os seguintes dados:

  1. Dinheiro (71%);
  2. Pix (70%);
  3. Cartão de débito (66%); e
  4. Cartão de crédito (57%).

Ainda de acordo com o mesmo estudo, o cartão de débito, crédito e o dinheiro são os métodos mais utilizados em lojas físicas, enquanto o cartão de crédito domina nas compras online.

Como escolher quais métodos de pagamento oferecer?

Nesse caso, a melhor forma de fazer uma escolha assertiva é conhecendo o perfil de consumo de seus clientes, bem como fazendo um levantamento dos métodos mais utilizados por eles, tanto no seu empreendimento como em outros estabelecimentos.

Com esses dados em mãos, você consegue oferecer os meios de pagamento mais desejados pelo seu público-alvo e, como consequência, realizar mais vendas.

Além disso, você também pode utilizar a pesquisa mencionada anteriormente como base para implementar os métodos mais utilizados pelos brasileiros atualmente. Certamente, colocando essas dicas em prática, você estará perto de um resultado satisfatório.

Conte com uma plataforma de soluções financeiras especializada em cobranças

Agora, se você deseja uma solução financeira mais completa e que contemple vários meios de cobrança ao mesmo tempo, você precisa conhecer a Cobre Fácil.

Com a nossa solução, você pode oferecer controle de mensalidade, carnê de pagamento, boleto bancário, cobrança recorrente, Pix cobrança e link de pagamento, tudo de um só lugar! Essa automatização é o recurso que faltava na sua empresa para simplificar as cobranças, reduzir a inadimplência e administrar o financeiro de forma descomplicada. Experimente!

Leia também:
A importância de utilizar soluções digitais na sua empresa
Estratégia financeira: como fazer o planejamento

O que você achou do post?

1 Resposta

Deixe seu comentário