Como receber pagamentos pelo PIX

Não precisa mais ficar perdido com a novidade do Banco Central. O PIX chegou para facilitar a sua vida e, por isso, separamos tudo o que você precisa saber sobre como receber pelo PIX através de chaves, dados da conta ou QR Code.

Receber pelo pix

Tanto pessoas físicas quanto empresas podem receber pelo PIX. Esse é um meio de pagamento instantâneo que permite a transferência de dinheiro em apenas alguns segundos.

Criado em 2020, ele se tornou alternativa para pagamentos via boleto e transferências tradicionais como TED e DOC. 

E o melhor de tudo: na maioria das operações, o PIX não cobra taxa.

Como receber pagamentos pelo PIX?

Pagamentos pelo PIX são recebidos através do aplicativo para celular da instituição financeira na qual a pessoa física ou jurídica tem conta aberta.

Existem 3 alternativas para o recebimento de um PIX:

  1. QR Code;
  2. chave PIX; ou 
  3. dados da conta (iguais aos utilizados em outros tipos de transferências).

Quem gera o QR Code ou cria uma chave PIX é a pessoa responsável por receber o pagamento online. Tudo acontece através do aplicativo mesmo!

Sobre a geração de QR Code, falaremos mais adiante. Em relação à chave, é importante destacar que existe a possibilidade de cadastrar uma ou mais chaves. Cabe ao responsável pela conta definir qual ou quais prefere.

São opções:

  • endereço de e-mail;
  • número do CPF ou CNPJ;
  • número de telefone celular com DDD; ou
  • chave aleatória de letras e números.

Um pagamento por meio dessa tecnologia pode acontecer através da “chave aleatória”. Também gerada pelo app, mas possível de ser usada somente uma vez e para uma única transferência.

Independentemente de qual for a alternativa escolhida para recebimento, é importante que quem deseja receber o pagamento repasse as informações e os seus dados de forma completa para quem for realizar a transferência.

Só assim o processo será concluído com sucesso.

Ebook conquistando a inadimplência zero

eBook enviado com sucesso!

Acesse seu e-mail para ler o eBook e fazer seus clientes pagarem em dia.

Como cadastrar uma chave PIX

Para que o recebimento de um valor através do PIX aconteça sem complicações, será necessário seguir os passos abaixo:

  1. Faça o download e cadastre-se no aplicativo da instituição financeira na qual você já tem uma conta corrente cadastrada ou deseja cadastrar uma nova conta.
  2. No menu principal do aplicativo, procure pela opção “PIX”.
  3. Em seguida, visite a opção “Minhas chaves”.
  4. Para cadastrar uma nova chave, clique em “Cadastrar chave” e selecione o tipo que deseja cadastrar.
  5. Depois, é só concluir o cadastro e repassar a informação da chave cadastrada ao responsável por realizar o pagamento.

Como criar um QR Code para receber pagamentos

O código para leitura trouxe praticidade à vida principalmente de pequenos empreendedores. A criação desse código acontece igualmente pelo app do banco ou da instituição financeira do recebedor dos pagamentos.

Para criar um QR Code e receber PIX:

  1. Faça o download e/ou cadastre-se no aplicativo da instituição financeira na qual você possui ou possuirá conta corrente cadastrada.
  2. Dentro do aplicativo, visite o menu principal e busque pela opção “PIX”.
  3. Em seguida, acesse a opção “receber” ou “cobrar” e preencha os dados solicitados (geralmente, valor a receber, identificador e descrição da transferência - opcionais).
  4. Ao clicar em continuar ou na seta que representa “ir para a próxima etapa”, você será direcionado à escolha de qual chave estará vinculada ao QR Code. Selecione sua chave.
  5. Avançando mais uma etapa ou clicando novamente em “continuar”, o QR Code será gerado.

Depois é só compartilhar o código por aplicativo de mensagem, e-mail ou mostrá-lo pessoalmente para que quem for fazer o pagamento, para que o remetente possa realizar a leitura do código com a câmera do próprio celular.

O que eu posso receber com PIX?

Transferência de dinheiro entre amigos e familiares, pagamentos de produtos ou serviços adquiridos via e-commerce, pagamentos de serviços oferecidos em lojas e estabelecimentos físicos e, atualmente, até pagamentos de compras em lojas físicas podem ser realizados por meio dessa modalidade de pagamento.

Quem determina o valor máximo das transações nesse formato é o banco ou a instituição financeira de quem paga e de quem recebe. Entre em contato com o suporte do seu banco para saber mais e esclarecer dúvidas.

Limites de cobranças em PIX via QR Code

Sobre limites em reais de cobranças feitas por PIX pagos via códigos, é importante que você saiba que:

  • ao criar um código para ser lido por quem realizará o pagamento, o usuário do aplicativo poderá definir o valor exato da transação ou seu valor máximo. Também é possível não especificar nenhum valor; e 
  • em alguns aplicativos, existem QR Codes diferentes para transações de maiores dimensões.

O “PIX estático” é usado em transações menores. Pode ser o mesmo para vários recebimentos. Já o “PIX dinâmico” é exclusivo para grandes empresas. Através dele, gera-se um QR Code específico para cada recebimento de pagamento.

No QR Code gerado para PIX dinâmico estarão contidas informações de quem vai realizar a transferência, além da data limite para que o dinheiro caia na conta do recipiente. Cada QR Code de PIX dinâmico só pode ser usado uma vez.

Comprovantes de pagamentos por PIX

Seja por leitura de código, uso dos dados de conta bancária ou da chave PIX, uma transação vai sempre gerar um comprovante para quem realiza e para quem recebe.

De qualquer forma, é recomendado que empreendedores solicitem aos seus clientes o envio do comprovante logo após a realização do pagamento via PIX. Entre outras razões, porque isso facilita o controle bancário e a organização de processos financeiros.

PIX é seguro?

O recurso é completamente seguro e tão protegido quanto qualquer outro modelo de transferência. Olha só o que faz parte da segurança do PIX:

  • criptografia;
  • autenticação em mais de um fator; e
  • mecanismos de segurança da instituição financeira na qual a chave estiver cadastrada. Por exemplo: cadastro de senha, biometria e/ou reconhecimento fácil.

A Lei Complementar nº 105 do Banco Central e a Lei Geral de Proteção de Dados asseguram a confiabilidade do mecanismo em relação ao sigilo de informações de cada usuário.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário