O que é o Lucro Operacional? Aprenda como calculá-lo

Alguns indicadores são essenciais para mensurar como a sua empresa está se saindo. O lucro operacional certamente é um deles. Aprenda o que é e como calcular.

Lucro operacional

Para entender exatamente qual a rentabilidade que as suas operações estão gerando, é preciso saber qual o seu lucro operacional.

Ele é um dos indicadores financeiros de uma empresa, que precisa estar presente no DRE - Demonstração do Resultado do Exercício, um relatório necessário para entender as suas finanças. Geralmente, esse documento mostra o que aconteceu com as contas durante um ano de atividades na empresa.

Esse mesmo relatório é solicitado por possíveis investidores, por exemplo. É o primeiro documento que eles desejam olhar, porque realmente mostra um panorama geral do seu setor financeiro, como vai a saúde financeira do seu negócio e sua real lucratividade.

E lá vai estar o seu lucro operacional. Mas o que exatamente é esse indicador financeiro?

O que é lucro operacional

A definição é muito simples: lucro operacional é o lucro gerado exclusivamente pela operação do negócio, descontando-se as despesas administrativas, comerciais e operacionais. Desse modo, qualquer movimentação financeira é excluída.

Não confunda com o lucro bruto, que é obtido em um estágio anterior. Depois de calcular o lucro bruto é que são subtraídas as despesas administrativas, comerciais e operacionais para, só então, encontrar o lucro operacional.

É por isso que esse indicador permite ter uma visão maior do resultado operacional da empresa, por considerar todos os custos relacionados à entrega do produto ou serviço, não apenas os custos de produção. Vamos aprender o cálculo.

Ebook conquistando a inadimplência zero

eBook enviado com sucesso!

Acesse seu e-mail para ler o eBook e fazer seus clientes pagarem em dia.

Como calcular o lucro operacional

A fórmula para calcular o lucro operacional não é complexa:

Lucro Operacional = Lucro Bruto – Despesas Operacionais + Receitas Operacionais

Se você estiver se perguntando qual a diferença entre lucro operacional e lucro líquido, lembre-se que, enquanto os lucros operacionais se concentram nas despesas, o lucro bruto e o lucro líquido se concentram nos custos, que são todas as despesas que envolvem o trabalho ou a produção da empresa de maneira direta.

Além disso, mais importante do que apenas aplicar a fórmula, é entender como é obtido o lucro operacional, para o conceito ficar ainda mais claro.

Acompanhe o seguinte raciocínio: a fórmula tem origem na receita operacional, que envolve todas aquelas receitas vindas da atividade principal da sua empresa. O que significa que, se você vende materiais escolares, por exemplo, mas não produz esses materiais, a receita operacional é a que vem exclusivamente da venda de um material qualquer.

Um exemplo: se você comprou um caderno por R$ 2 e vendeu por R$ 10, teve uma receita de R$ 10 no caixa. Essa é uma receita operacional, porque veio diretamente da atividade principal da empresa.

Agora pense que sua receita bruta com a venda de materiais escolares seja de R$ 200.000. Também imagine que, desse valor, R$ 2.000 são de materiais devolvidos, que exista R$ 1.000 em descontos comerciais e que os impostos incidentes sobre as vendas sejam de R$ 80.000.

Subtraindo essas despesas operacionais, ou seja, os custos não relacionados à produção, isso nos dá a sua receita líquida:

Receita Líquida: R$ 200.000 – R$ 2.000 – R$ 1.000 – R$ 80.000 = R$ 117.000

Agora suponha que o custo de mercadorias vendidas seja de R$ 60.000. Assim, é possível calcular o lucro bruto:

Lucro Bruto: R$ 117.000 – R$ 60.000 = R$ 57.000

A partir do lucro bruto é que podemos calcular as despesas operacionais para chegar no lucro operacional. Sim, o lucro bruto não é o lucro operacional!

Chegamos na metade do cálculo que origina a fórmula, vamos lá. As despesas operacionais são relacionadas com a atividade primária da empresa. Ou seja, são todas as despesas com vendas, administrativas e operacionais relacionadas à atividade principal, menos a soma da depreciação e da amortização.

Lembrando que, para chegar no lucro bruto, já descontamos o custo de aquisição do material, de R$ 60 mil. Agora vamos descontar todas as despesas sobre a venda do produto - custos mensais para fazer a operação funcionar, folha de pagamento dos vendedores, aluguel, luz, telefone, água, etc. Assim:

Despesas Operacionais = Despesas com vendas + Despesas administrativas +
Despesas operacionais – (depreciação + amortização)

Imagine que, ainda pensando no nosso exemplo anterior, as despesas com vendas foram de R$ 14.000; as despesas administrativas foram de R$ 6 mil; as despesas operacionais foram de R$ 10 mil; a depreciação de R$ 4 mil e a amortização de R$ 4 mil.

O cálculo fica assim:

Despesas Operacionais = R$ 14.000 + R$ 6.000 + R$ 10.000 – (R$ 4.000 + R$ 4.000) = R$ 22.000

Você ainda pode somar, a essas despesas operacionais, outras receitas operacionais que não sejam ligadas diretamente à venda de seus materiais escolares, mas que ainda assim estejam ligadas à sua operação principal, como a receita de aluguéis, por exemplo. Considere que você teve R$ 4.000 de receita de aluguel.

Agora, finalmente, poderemos calcular o lucro operacional, lembrando que:

Lucro Operacional = Lucro Bruto – Despesas Operacionais + Receitas Operacionais:
R$ 57.000 – R$ 22.000 + R$ 4.000 = R$ 39.000

Obviamente, você não vai precisar fazer todos esses cálculos a cada vez que precisar saber o seu lucro operacional. Nós só explicamos como se chega à fórmula, para ficar mais claro o motivo de envolvermos essas três variáveis na conta: lucro bruto, despesas operacionais e receitas operacionais.

R$ 39.000 é o nosso lucro operacional. O que isso nos diz?

Que essa é a capacidade que o seu negócio tem de gerar lucro. Quando avaliamos apenas o lucro bruto, a empresa parece ser muito mais rentável do que realmente é. Isso ajuda empreendedores a manterem a atenção em custos gerados com aluguel, vendas, funcionários, etc.

E a margem de lucro operacional?

Diferentemente da margem de lucro líquida, a margem de lucro operacional, ou simplesmente margem operacional, representa não só o quanto a empresa gerou de lucro, mas quanto desse lucro tem origem em suas atividades operacionais.

Quanto maior for esse valor, melhor para a empresa. Ele pode ser calculado dividindo-se o lucro operacional pela receita líquida.

Portanto, nunca ignore o indicador de lucro operacional para entender, de verdade, a sua lucratividade. Esse será um norteador importantíssimo para manter seu controle financeiro empresarial e tomar decisões financeiras assertivas e promissoras.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário