Como criar um plano de venda recorrente

Aprenda a criar um plano de venda recorrente e garanta mais estabilidade financeira ao cobrar mensalmente dos seus clientes.

Criar venda recorrente

Para criar um plano de vendas recorrente é necessário adaptar o que você oferece de produto ou serviço para que seja possível entregar algo novo todos os meses aos seus clientes, além de criar bons pacotes de planos para que seus clientes possam ter mais de uma opção na hora da assinatura.

E se engana quem pensa que é só isso. Uma das partes mais importantes na hora de criar um plano de venda recorrente é o pós-venda. Manter um bom atendimento, depois de já ter conquistado assinantes para o seu plano, é a melhor forma de fidelizar seus clientes e evitar cancelamentos e inadimplências.

Muitos empreendedores têm lucrado mais ao apostar na comercialização de produtos com vendas recorrentes, isso porque é possível prever o quanto será recebido e também fidelizar os clientes, como já mencionamos, garantindo uma receita mais estável todos os meses.

Se você ainda não faz parte desse time, mas quer se juntar aos empreendedores com receitas previsíveis e estáveis, fique tranquilo que aqui você vai encontrar tudo o que precisa saber sobre como criar um plano de venda recorrente.

O que é venda recorrente?

Venda recorrente é um sistema de vendas em que os pagamentos são feitos por assinatura, mensalidades ou pacotes. Esse tipo de venda é comum em plataformas de streaming, clubes de assinatura e até mesmo alguns recursos premium dos Software As a Service (Saas), ou software como serviço.

Um exemplo bem atual de produtos com vendas recorrentes é o de caixas de cosméticos ou livros por assinatura. Iniciativas como a TAG livros e Glambox, por exemplo, têm investido em kits de produtos “surpresa” aos clientes que pagam por um plano para receber novos itens todos os meses.

Até mesmo os serviços de assinatura de planos telefônicos são considerados venda recorrente. Viu como você pode encontrar vários exemplos de venda recorrente no seu dia a dia? Então, entenda como funciona esse sistema e como ele pode ajudar sua empresa a crescer cada vez mais.

Ebook conquistando a inadimplência zero

eBook enviado com sucesso!

Acesse seu e-mail para ler o eBook e fazer seus clientes pagarem em dia.

Como funciona a venda recorrente?

Ao contrário dos métodos de venda tradicionais, a venda recorrente ocorre quando o vendedor entrega um produto ou serviço de modo contínuo, assim como os pagamentos também são feitos de modo contínuo. Os softwares de gestão financeira são ótimos exemplos de produto com venda recorrente, já que os clientes pagam mensalmente pelos planos que utilizam.

Mas não pense que venda recorrente e venda parcelada são a mesma coisa. No caso da venda parcelada, a compra é feita em uma única vez, e, de modo geral, o vendedor também recebe o valor integralmente na hora da compra, já que muitas vezes a própria operadora de crédito repassa o valor na íntegra.

Já no caso da venda recorrente, o produto ou serviço não é parcelado. Nesse caso, o cliente paga, todos os meses, um valor, até que decida pelo cancelamento da prestação de serviço ou da utilização do produto.

Como fazer venda recorrente?

Se você se interessou e quer passar a fazer venda recorrente e criar planos de mensalidade que vão ajudar o seu negócio a ter estabilidade financeira, confira algumas mercadorias e serviços que podem ser adotar o modelo de venda recorrente:

  • Cursos livres, como idiomas, pré-vestibular, especializações;
  • Gestão de mídias sociais;
  • Clubes de assinaturas;
  • Serviços de estética e saúde; e
  • Serviços de manutenção.

E para auxiliar você ainda mais com ideias de como aplicar o modelo de venda recorrente nos negócios mencionados acima, separamos um guia sobre esses negócios e te mostramos como eles podem funcionar por meio de um plano de venda recorrente.

Olha só:

Cursos livres

Se você é professor ou é especialista em alguma área e quer compartilhar o que sabe com outras pessoas, saiba que a venda de cursos - principalmente online - tem crescido bastante nos últimos tempos.

E a melhor forma de garantir que você receba todos os meses é adotar o modelo de venda recorrente. Nesse caso, os alunos contratam planos e pagam o curso por meio do sistema de mensalidade.

Criar um plano recorrente para quem trabalha ministrando cursos é relativamente simples. Os valores podem variar de acordo com a frequência de aulas por semana e você pode oferecer descontos de fidelidade para planos semestrais ou anuais.

Exemplo de planos para reforço escolar

Plano Valor Descrição
Plano básico R$ 80 1x por semana
Plano intermediário R$ 150 2x por semana
Plano premium R$ 230 3x semana

Mais uma ideia para quem quer garantir um pagamento recorrente para o ano inteiro: que tal oferecer o plano anual para aulas semestrais 3 vezes por semana com um desconto significativo em relação ao plano semestral com o mesmo número de aulas?

Essa é uma maneira de seus clientes ficarem mais propensos a assinar o plano anual, garantindo uma receita fixa por 12 meses para o seu negócio. Bom, não é?

Parece complicado fazer a gestão de todos esses planos, mas você não precisa controlar tudo isso sozinho. Uma plataforma de venda recorrente pode ajudar muito nesse momento. Há softwares específicos para fazer o controle de mensalidade dos seus alunos. Que tal experimentar?

Gestão de mídias sociais

Nos dias de hoje, é muito comum que designers, profissionais de marketing, publicidade e programadores trabalhem com as mídias sociais. E que tal poder focar 100% no serviço a oferecer, sem preocupações?

Com o auxílio da tecnologia, tanto os negócios físicos como a prestação de serviços remotos podem ser mais auto suficientes. Assim, sobra tempo para administrar o seu negócio sem se preocupar com um sistema de cobranças.

Oferecer planos de gestão de mídias sociais aos seus clientes é uma boa opção para fazer essa prestação de serviço no modelo de venda recorrente.

Podem ser criados, por exemplo, pacotes de serviço para empresas ou pessoas, como um plano de serviços de programação, um de design e outro para gestão de páginas, como websites e redes sociais.

Exemplos de planos para gestão de mídias sociais

Plano Valor Descrição
Plano influencer R$ 390/mês  3 designs para post por semana
 5 designs para stories por semana
 Gestão das páginas diariamente
Plano empresarial R$ 250/mês  2 designs para post por semana
 3 designs para stories por semana
 Gestão das páginas diariamente

Os pacotes podem incluir, também, artes e demandas a serem entregues todos os meses. Assim, você deixa de fazer trabalhos freelance e garante maior estabilidade financeira com a venda recorrente dos planos.

Inclusive, utilizar uma plataforma de venda recorrente pode oferecer mais uma vantagem no oferecimento de prestação de serviços assim, já que, em alguns softwares, já é possível emitir notas fiscais de serviço automaticamente.

Clubes de assinatura

Cada vez mais em alta, os clubes de assinatura têm conquistado clientes propondo kits de mercadorias que são entregues todos os meses. É o exemplo de iniciativas como a TAG livros e a Glambox.

Essa é uma ótima modalidade para você, que quer oferecer produtos por venda recorrente. Que tal montar um kit com itens variados para surpreender seus clientes todos os meses? Assim, você pode montar planos com valores diferenciados para atender uma maior variedade de público.

Uma boa forma de diferenciar planos pode ser pela quantidade de produtos - ou valor médio deles - que serão entregues a cada mês. Olha só o exemplo hipotético para um clube de assinatura que vende kits de produtos de papelaria:

Exemplos de planos para clube de assinatura

Plano Valor Descrição
Plano mensal básico R$ 29,90/mês •  1 bloco adesivo
•  2 canetas
 1 bloco de papel
 1 caixa de clipes
 1 mini agenda
 3 lápis
Plano mensal premium R$ 59,90/mês •  3 blocos adesivos coloridos
 4 canetas
 1 bloco de papel personalizado
 1 caixa de clipes
 1 agenda empresarial
•  1 pasta personalizada
•  1 cartela de adesivos personalizados

Nos kits premium, você pode tanto oferecer maior variedade de produtos quanto personalizar os itens oferecidos. Essa última opção, por exemplo, mostra ao cliente que ele é realmente exclusivo em relação aos outros. Legal, né?

Serviços de estética e saúde

Nesse caso, os planos podem ser tanto por frequência do serviço ou por serviços adicionais. Por exemplo, uma esteticista pode oferecer um pacote mensal com 4 massagens ou um pacote quinzenal com 2 massagens, esfoliação e limpeza de pele.

Os profissionais de educação física também têm muito a ganhar com essa modalidade de vendas, já que é possível oferecer pacotes de acompanhamento de treino nessa modalidade de cobranças.

Olha só esse exemplo de plano para personal trainer que criamos para mostrar que é possível garantir estabilidade financeira como prestador de serviços:

Exemplos de planos para serviços de estética e saúde

Plano Valor Descrição
Plano básico R$ 119,90/mês  1 avaliação inicial
 2 treinos alternados
 Acompanhamento 1x por semana
Plano intermediário R$ 189,90/mês  1 avaliação inicial
 2 treinos alternados
 1 treino cardio
 Acompanhamento 2x por semana
Plano premium R$ 219,90/mês  1 avaliação inicial
 3 treinos alternados
 2 treinos cardio
•  Acompanhamento 4x por semana
 1 avaliação no fechamento do mês

Uma boa ideia no exemplo do instrutor físico é oferecer descontos para planos semestrais e anuais. Que tal?

Serviços de manutenção

Seja manutenção de casas ou até mesmo de computadores, o profissional que trabalha com manutenção também pode garantir a tão sonhada estabilidade financeira. Veja como é possível criar pacotes e planos de mensalidade para serviços de manutenção.

Para um serviço de limpeza, por exemplo, os planos podem ser elaborados conforme a frequência do serviço. Já para outros tipos de manutenção, como o de reformas, é possível elaborar planos de acordo com os serviços a serem realizados. Veja esse exemplo:

Exemplos de pacotes de serviços de manutenção para casa

Plano Valor Descrição
Básico R$ 150  Limpeza de calhas
 Lavação de janelas
 Limpeza a jato de paredes
Premium R$ 300  Limpeza de calhas
 Lavação de janelas
 Limpeza a jato de paredes
•  Tira-mofo do teto
 Limpeza do telhado
 Lavação das calçadas e pátio
 Aplicação/remoção de cera no
assoalho/laminado

Vale lembrar que existem outros serviços de manutenção, como a higiene e manutenção de piscinas, de jardins e até mesmo serviços de reforma podem oferecer planos. Lembre-se que os valores aqui são apenas para exemplo, você deve determinar o valor a ser cobrado em cada plano.

A importância do pós-venda no pagamento recorrente

Depois de ter criado seus planos, chamado a atenção da clientela e conseguido fechar alguns contratos, você sabe o que fazer para manter os seus clientes fiéis aos seus produtos ou serviços?

Muitas vezes, além da qualidade, aspectos como o valor, a frequência do serviço ou até mesmo os recursos oferecidos podem pesar para o cliente. Por isso, separamos para você três dicas de como fidelizar clientes fazendo um bom atendimento pós-venda.

1.  Entre em contato com o seu cliente

Se o seu cliente contratou seus serviços, é imprescindível que você entre em contato com ele para receber uma avaliação. O feedback é muito importante nessas horas, tanto para seu crescimento como empreendedor quanto para avaliar o que pode melhorar na sua prestação de serviços ou no oferecimento dos seus produtos.

No caso de uma avaliação positiva, você pode até pedir para que seu cliente o divulgue, seja nas redes sociais ou para os amigos. Nada melhor para conquistar mais clientes do que a palavra de quem já testou e aprova os seus serviços, certo?

2.  Esteja atento à taxa de cancelamentos

Um bom indicador do sucesso dos seus planos é a taxa de cancelamentos. Obviamente, se os clientes estão cancelando os planos com frequência, é hora de reavaliar algumas coisas, e, para isso, é importante estar sempre em contato com os clientes, como você viu no tópico anterior.

Para calcular a taxa de cancelamentos (ou churn rate, como é conhecida) dos planos do seu negócio, basta seguir uma fórmula matemática básica: determine um período (mês, semestre ou ano) e faça o seguinte cálculo:

[(Clientes que cancelaram o plano) ÷ (clientes ativos no início do período)] x 100

O ideal é que essa taxa esteja entre 5% a 8%, ok? Um valor mais alto indica que os seus clientes não estão satisfeitos com algo, seja o valor, o serviço prestado ou produto oferecido, por isso, lembre-se novamente da primeira dica.

3.  Ofereça vantagens aos clientes mais fiéis

Nada como agradar quem sempre está com você, certo? Pode ser com um upgrade ou até mesmo enviando lembrancinhas, como produtos bônus ou até mesmo algo que represente sua marca.

Lembrar o cliente de que ele é importante para você é mais uma forma de fidelizar a clientela, valorizando quem está sempre com você.

É claro que cuidar de tudo isso sozinho pode ser desgastante, mas saiba que algumas funções podem ser automatizadas nesse processo de cobrança. Por isso, a seguir, veja como você pode fazer isso.

Plataforma de venda recorrente: por que utilizar?

Também conhecidos como plataforma de pagamentos recorrentes, os softwares de cobrança e emissão de pagamentos realizam cobranças automáticas e emitem até mesmo as notas fiscais aos seus clientes, além de enviar avisos prévios e posteriores à data de vencimento da mensalidade.

Por isso, é muito importante escolher uma plataforma de venda recorrente confiável para automatizar funções tão importantes na gestão financeira do seu negócio.

As vantagens de se utilizar uma plataforma de venda recorrente são várias e separamos algumas delas para você decidir pela automatização e simplificação das cobranças dos planos no seu negócio de maneira simples.

Veja só!

1.  Não se incomode com cobranças

Um bom sistema de controle de mensalidade emite lembretes aos seus clientes quando a data de pagamento estiver próxima, dando mais liberdade para o gestor cuidar do seu negócio e não se preocupar com a burocracia dos pagamentos dos planos.

2.  Não compromete o limite de crédito dos seus clientes

Seus clientes não precisam mais se preocupar com o limite do cartão de crédito, pois o pagamento recorrente pode ser feito por meio de carnês ou boletos, liberando o limite de crédito dos seus clientes. É mais uma comodidade para todo mundo sair ganhando!

3.  Pague só pelos serviços que for utilizar

Não tenha surpresas na sua plataforma de vendas recorrentes! Na Cobre Fácil, por exemplo, o gestor só paga pelos recursos que decidir utilizar. Afinal, essa é uma ferramenta para facilitar e não para gerar mais dor de cabeça, né?

4.  Perfeito para microempreendedores e autônomos.

Não pense que esses softwares só auxiliam os grandes negócios. O auxílio da tecnologia conta muito, principalmente para os pequenos empreendedores, ajudando-os a organizar as finanças e desburocratizando o novo negócio.

Se você tem um CNPJ como ME ou MEI, saiba que você tem o que precisa para fazer uso de uma plataforma de venda recorrente.

Não espere para melhorar os resultados da sua empresa contra a inadimplência e faturar ainda mais com o modelo de vendas recorrentes. E, no que precisar, conte com a gente!

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário