Plano de negócios: 6 passos para elaborá-lo

O plano de negócios é constituído por seis passos fundamentais que formam uma base sólida para qualquer empreendimento que deseja iniciar de maneira organizada e realística.

Plano de negócios

O plano de negócios é um documento planejado através da elaboração de seis passos indispensáveis: o sumário executivo, a análise de mercado, os planos de marketing, operacional, financeiro e a avaliação do plano.

Muita informação assim de antemão? Respira fundo que nós guiaremos você em cada passo! Mas, antes disso, dê uma espiadinha na definição de um plano de negócio e saiba qual a sua importância na trajetória de uma empresa bem-sucedida.

O que é um plano de negócios?

Ele é um documento escrito que descreve um empreendimento, desenha seus objetivos e os passos necessários para alcançá-los. O projeto deve ser formulado pelos idealizadores de um empreendimento, com o intuito de descobrir se um negócio é viável ou não.

O plano de negócio deve antecipar possíveis situações e criar estratégias para lidar com elas, a partir de uma análise profunda de mercado e dados reais que fomentem a pesquisa, ou seja, ele serve para elaborar um passo a passo flexível e realístico de como a empresa deve funcionar.

O documento funciona como um mapa de tudo que deve acontecer para que os objetivos empresariais sejam alcançados. Esse mapa é o responsável por mostrar que o negócio foi planejado, todos os fatores foram considerados e comprovar que ele possui viabilidade e potencial.

Qual é o papel do plano de negócios?

O documento é fundamental para muitas etapas do seu empreendimento. Inclusive, você pode perceber a importância dele na hora de:

1.  Apresentar o negócio para obtenção de sócios, investidores ou financiamentos

Um plano de negócios traz mais credibilidade e potencial para a sua ideia, portanto, se o objetivo é conseguir sócios, investidores e até mesmo empréstimos ou financiamentos, o documento deverá ser providenciado.

2.  Simular cenários favoráveis e não favoráveis

Essa preparação impedirá que as situações reais fragilizem demais o negócios e o torne mais forte para superar situações adversas.

3.  Organizar informações pertinentes sobre a empresa

O planejamento é uma oportunidade para organizar o processo criativo, alinhar objetivos, dividir responsabilidades e registrar ideias.

4.  Dispor de um documento que guie todo o processo de fundação de um negócio

O plano também pode servir como um guia para os próximos passos da fundação, afinal, sem esse registro fica difícil seguir uma sequência lógica para colocar em prática suas idealizações.

5.  Comparar o que foi previsto e o que está sendo realizado

Por último, o documento também serve para medir se tudo o que foi planejado está saindo como o esperado ou se precisa ser revisado mais uma vez.

Por esses e outros motivos, dedicar-se na elaboração de um plano de negócios robusto é um divisor de águas para o sucesso e durabilidade de uma empresa.

Como fazer um plano de negócios: passo a passo para elaborá-lo

Ebook conquistando a inadimplência zero

eBook enviado com sucesso!

Acesse seu e-mail para ler o eBook e fazer seus clientes pagarem em dia.

1.  Faça um apanhado geral das informações do futuro negócio

O primeiro passo será reunir e anotar os dados do seu negócio ou, melhor dizendo, fazer um resumo executivo do mesmo. Ele deve conter as características e informações mais importantes do empreendimento, sendo necessário incluir aqui:

  • Descrição do empreendimento.
  • Diferencial do empreendimento no mercado.
  • Missão do negócio.
  • Descrição do perfil dos empreendedores.
  • Descrição do perfil dos colaboradores.
  • Produtos e serviços ofertados.
  • Benefícios dos produtos e serviços comercializados.
  • Público-alvo da empresa.
  • Localização - caso exista uma sede física.
  • Valor do investimento total.
  • Forma jurídica e enquadramento tributário.

Basicamente, você deve fazer um apanhado das informações gerais como se fossem a coluna vertebral do futuro negócio.

Veja também:
Como abrir um CNPJ
Como abrir uma prestadora de serviços
Como iniciar um negócio: 10 etapas para o sucesso

2.  Realize uma pesquisa de mercado: público-alvo, concorrência e preços

Para construir o seu plano de negócio é necessário realizar uma pesquisa de mercado. Nessa etapa, você deve aguçar o seu olhar para três pontos principais:

  • quem é seu público-alvo e qual é o perfil de compra desse grupo;
  • quem é sua concorrência, a qualidade dos produtos deles e preços praticados; e
  • quem serão e como trabalharão seus fornecedores.

Essa análise não deve ser especulativa, pelo contrário, deve ser baseada em dados reais e em uma pesquisa ativa sobre os tópicos mencionados - afinal de contas, estamos falando sobre as relações comerciais que constituirão a sua empresa, por isso, seja específico.

3.  Estabeleça uma estratégia de venda para o produto ou serviço

Em primeiro lugar, você deve descrever todos os seus produtos ou serviços, um por um, detalhe por detalhe: tipo, tamanho, cor, qualidade, marca e etc.

Depois disso, estabeleça uma estratégia de venda para os produtos ou serviços listados, ou seja, pense em como serão divulgadas as ofertas e como elas chegarão aos seus clientes (entre outros detalhes pertinentes).

4.  Descreva como será o funcionamento interno do negócio

Em sequência, é preciso descrever o funcionamento interno, ou seja, os bastidores do seu negócio.

Esse é o momento de ponderar o quanto a empresa consegue comercializar do seu produto ou serviço dentro de um determinado período, ou seja, de medir o potencial de produção do estabelecimento - uma vez que essa informação pode influenciar diretamente nos resultados financeiros do negócio.

Nesse momento, leve em conta aspectos como:

  • tempo fundamental para o processo de venda do produto ou prestação do serviço da empresa;
  • produtividade dos equipamentos e materiais necessários;
  • quantidade e qualificação dos profissionais;
  • capacidade de distribuição e armazenamento;
  • disponibilidade e prazo dos fornecedores; e
  • disposição espacial do escritório ou loja (no caso de um negócio físico).

Lembre-se de ser específico e trabalhar com informações factuais. Encare o seu plano de negócios como um esboço real da empresa - visto que o documento também serve para ajudá-lo a colocar o empreendimento de pé.

5.  Considere quais serão os custos financeiros do empreendimento

O quinto passo do seu plano é pensar nos processos financeiros. Nesse ponto, será necessário ponderar e colocar no papel tudo o que envolve a parte financeira, o resultado dessa análise será uma noção total do investimento do negócio.

Considere o investimento pré-operacional (máquinas, equipamentos, utensílios, móveis), os custos fixos e variáveis (aluguel, salários, emergências financeiras) e também o capital de giro necessário para iniciar a empresa.

Além disso, um diferencial para este tópico pode ser apontar em quanto tempo de funcionamento o lucro da empresa deve pagar o investimento inicial, os custos de operação e gerar lucro, ou seja, calcular uma estimativa de retorno financeiro.

6.  Avalie o plano de negócios construído e, se necessário, faça alterações

O último passo para finalizar o seu plano de negócios é realizar uma avaliação do trabalho feito até aqui. Para isso, confira se as informações postas estão claras, se o planejamento está completo e se o empreendimento está preparado para encarar o mercado em que será inserido.

Se a resposta for sim, seu plano está pronto, caso não, volte aos passos anteriores e acrescente o que for necessário. Depois disso, basta utilizar o documento como guia e desfrutar de seus benefícios sempre que necessário.

O que você achou do post?

1 Resposta

Deixe seu comentário